Determinação

Barroso proíbe divulgação do vídeo de senador com dinheiro na cueca

Luis Roberto Barroso disse que a gravação "exibe demasiadamente a intimidade". O senador foi flagrado com dinheiro na cueca durante operação da PF.

O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a Polícia Federal de divulgar um dos vídeos que mostram o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) sendo flagrado com mais de R$ 30 mil na cueca.

O argumento usado pelo ministro foi de que o vídeo “exibe demasiadamente a intimidade” e, por isso, não poderá ser anexado ao inquérito. Barroso determinou que a gravação fique guardada em um cofre da PF em “absoluto sigilo”.

“O segundo vídeo deve ser mantido em cofre da própria Polícia Federal, em absoluto sigilo, pois, consoante informado pela autoridade policial, o registro exibe demasiadamente a intimidade do investigado e não produz acréscimo significativo à investigação – sem prejuízo de que, caso haja necessidade, seja requisitado posteriormente”, escreveu o ministro na decisão que determina o afastamento do parlamentar.

Leia também:

>>>Barroso determina afastamento de senador pego com dinheiro na cueca
>>>Senador Chico Rodrigues é pernambucano formado na UFPE
>>>Diário Oficial publica saída de senador da vice-liderança

Veja o relato da PF sobre o momento do flagra

“Após a arregimentação das testemunhas, esta equipe policial deu início à busca por materiais relacionados aos fatos sob investigação. Inicialmente, o Senador CHICO RODRIGUES abriu o cofre existente no armário em seu quarto, oportunidade em que foram apreendidos os valores descritos nos itens 1 e 2 do Termo de Apreensão em anexo, respectivamente R$ 10.000,00 (dez mil reais) e U$ 6.000,00 (seis mil dólares).”, diz a PF.

Em seguida, o senador perguntou se podia ir ao banheiro.

“Ato continuo, efetuamos a busca no cofre situado no quarto do Sr. PEDRO RODRIGUES, filho do Senador, no qual não foram encontrados valores ou documentos relacionados aos fatos sob investigação. Contudo, nesse momento, o Senador CHICO RODRIGUES indagou ao Delegado Wedson se poderia ir ao banheiro. O Delegado WEDSON respondeu que sim, mas informou que o acompanharia”.

Neste momento, o delegado percebeu um volume na parte traseira da roupa do senador.

“Considerando o volume e seu formato, o Delegado Wedson suspeitou estar o Senador escondendo valores ou mesmo algum aparelho celular. Ao ser perguntado sobre o que havia em suas vestes, o Senador CHICO RODRIGUES ficou bastante assustado e disse que não havia nada. Ante a fundamentada suspeita, já que o volume destoava completamente do pijama utilizado pelo Senador e a informação que não havia nada consigo, o Delegado WEDSON decidiu fazer uma busca pessoal no Senador, a qual foi filmada por policiais federais, que executavam a diligência.”

Foi realizada a busca pessoal e foram encontrados R$ 15 mil na cueca do senador.

“Após a localização de valores em espécie nas vestes íntimas do senador, os valores foram apresentados ao escrivão de polícia federal para serem apreendidos. Já na sala de sua residência, onde se concentravam os trabalhos cartorários dessa equipe policial, o senador foi indagado se havia consigo mais alguma quantia de valores em espécie. Ao ser indagado pela terceira vez, com bastante raiva, o senador CHICO RODRIGUES enfiou a mão em sua cueca, e sacou outros maços de dinheiro, que totalizaram a quantia de R$ 17.900,00”.

A equipe realizou uma nova busca pessoal e encontrou mais R$ 250.

Veja Mais

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com