Operação

Covidão: PF mira em esquema criminoso que desviou R$ 20 milhões da Saúde de Roraima

Operação denominada de Desvid-19 foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (14) com o objetivo de desarticular esquema criminoso que fraudava licitações na Secretaria Estadual de Saúde.

Uma operação contra esquema criminoso de desvio de recursos públicos foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (14), pela Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU), em Roraima.

De acordo com as investigações, foram desviados aproximadamente R$ 20 milhões em emendas parlamentares que eram destinados à Secretaria Estadual de Saúde (Seau) para o combate à pandemia.

Ao todo, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Boa Vista, todos expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A operação é denominada de Desvid-19 e mirou no esquema criminoso que praticava as irregularidades por meio de fraudes em licitação.

Roraima já recebeu, em 2020, cerca de R$ 171 milhões repassados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS). Desse valor, R$ 55 milhões são especificamente para combate à Covid-19, conforme a CGU.

“A má aplicação desses recursos, em um momento tão delicado como o atual, é extremamente prejudicial para a sociedade, já bastante afetada pelos efeitos da pandemia.”, pontuou a Controladoria.

PF deflagra operação contra fraudes no seguro-desemprego em Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo

A Polícia Federal (PF) em Alagoas deflagrou na manhã de hoje, 14/10, a Operação Seguro-Mamata, que investiga organização criminosa atuante desde 2016 em fraudes ao Seguro-Desemprego nos Estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. Os prejuízos causados pelo esquema criminoso totalizam quase doze milhões de reais.

​​O inquérito policial foi instaurado há cerca de um ano e meio. Foram identificados dezenas de vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes com o objetivo de criar artificiosamente direito ao seguro-desemprego.

​​São 40 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão expedidos pela Justiça Federal em Alagoas sendo cumpridos em dezesseis municípios em Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo, além do afastamento cautelar de 16 servidores públicos, alvos da operação.

Ver mais: 

>> PF cumpre mandados em operação que mira em doleiros em Pernambuco e mais três estados

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com