Retirada

Marília quer tirar Complexo Prisional do Curado da área urbana

Segundo a candidata, o funcionamento do presídio leva insegurança a mais de 200 mil pessoas dos bairros do Totó, Curado, Sancho e Jardim Planalto.

A candidata a Prefeita do Recife, Marília Arraes (PT), diz que uma das iniciativas que irá tomar quando assumir a prefeitura será a de exigir do Estado que retire o antigo Presídio Aníbal Bruno, atual Complexo Prisional do Curado, da Zona Oeste do Recife.

O funcionamento do presídio leva insegurança a mais de 200 mil pessoas da região, que compreende os bairros do Totó, Curado, Sancho e Jardim Planalto, dentre outros.

“O antigo Aníbal Bruno se transformou em manchete nacional por ser um presídio construído para 1 mil pessoas, mas que chegou a 4 mil presos. Depois de algumas reformas, na verdade algumas gambiarras, ele se transformou no complexo prisional do Curado e hoje tem praticamente 6 mil pessoas lá dentro numa situação de superlotação”, disse Marília.

Leia também: 

>>>Marília rebate críticas e diz: “vou usar vermelho quando quiser”

>>>Marília realiza pedalada e destaca ritmo forte da campanha nas ruas

“Um equipamento desses não tem mais sentido estar no meio de um lugar tão habitado. Ele precisa ser realocado, para dar segurança às comunidades e às famílias, mas também para dar mais dignidade aos presos e suas famílias. O Estado teve mais de R$ 200 milhões para gastar na Arena da Copa. Por isso o Estado tem que colocar, sim, no seu planejamento a necessidade de fazer um novo presídio e desativar o atual que está em meio ao comércio e a milhares de residências de famílias”, concluiu.

A petista ainda defende a relocação da unidade prisional para outra região não habitada e com estrutura compatível ao número de detentos que abriga.

Da redação do Portal com informações da assessoria de Marília Arraes

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal