Corrupção

Coordenador da PF diz que chefes do PCC vivem na elite e com luxo

A informação é do delegado Elvis Secco, que, durante entrevista ao UOL, alegou que os chefes do Primeiro Comando da Capital não estão nas periferias, e sim nas periferias.

O coordenador da Polícia Federal (PF) Elvis Secco disse que, durante entrevista ao UOL, que os chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) estão na elite, e não nas periferias. O delegado é coordenador geral de repressão às drogas, armas e facções criminosas da PF.

Secco analisou a situação de lavagem de dinheiro e padrão de vida dos líderes do PCC com os esquemas de corrução da Petrobras. Ainda segundo o delegado, está ocorrendo uma ‘Lava Jato do PCC’.

“Temos sim, uma Lava Jato do PCC. O objetivo da Polícia Federal é fazer com que essa operação tenha fases. Para área de tráfico de drogas, temos o mesmo objetivo que investigue crimes de corrupção”, comentou.

Leia também:

>>>Megaperação Flashback II executada em PE e mais 10 estados, desarticula as “Damas do Crime” do PCC
>>>Liberdade de líderes do PCC foi negociada por US$ 80 mil, diz ministra do Paraguai
>>>Facção criminosa do PCC aproveita pandemia para pedir libertação em massa de presos

PF e operações

Em dois meses, foram realizadas cinco operações contra o PCC. De acordo com o coordenador da PF, um núcleo financeiro e patrimônio dos líderes chegou a ser identificado durante a primeira fase da operação Lava Jato do PCC.

O delegado disse que, assim como foi feito na Operação Lava Jato, a documentação apreendida será analisada para definir quais serão as outras fases que serão desencadeadas.

Segundo a PF, o PCC tem como principal objetivo a lavagem de dinheiro oriunda do tráfico de drogas. O coordenador da PF disse que pequenos traficantes não estão na mira da operação, mas sim os chefes desses pequenos traficantes.

Secco comentou que, a diferença entre a Operação Lava Jato e a Lava Jato do PCC é que, a primeira tinha a corrupção e desvio de verba pública.

“No caso da Lava Jato você tinha a corrupção e desvio de verba pública. No caso dessa operação [contra o PCC], há como antecedente o tráfico de drogas”, disse.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com