Desejo

Lula: “Eu quero meus direitos políticos de volta e andar pelo Brasil”

"Precisamos recuperar nossa esperança”, destacou o ex-presidente, em entrevista à Rádio Progresso para a região do Cariri.

Na entrevista à Rádio Progresso e uma rede de emissoras da Região do Cariri, no interior do Ceará, Lula voltou a criticar duramente o governo Bolsonaro no combate à pandemia e na condução da economia. 

“Nós não temos 1 kg de feijão na prateleira da Conab. Porque não temos governo”, cito como exemplo, lembrando que Bolsonaro desmontou a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Nos governos do PT, a Conab centralizava um estoque para regular o abastecimento. Em uma situação como agora, disse Lula, o governo atuava para evitar a explosão dos preços.

“Eu quero meus direitos políticos. Se vou ser candidato ou não depende de muita coisa”,  afirmou Lula em entrevista.

Ao longo da conversa, Lula lembrou do compromisso dele e do PT com a região do Cariri e com o Nordeste, abandonado durante séculos pelas elites brasileiras. Obras como a Transposição do São Francisco e a Transnordestina, além de programas sociais diversos, transformaram a vida dos nordestinos. A região do Cariri soma 1 milhão de habitantes em 29 cidades, com capacidade e diversidade.

“Todo mundo sabia que eu tinha condições de ser eleito no 1º turno de 2018. E por isso se preocupam com 2022”, adverte Lula. Uma futura candidatura, segundo ele, depende do PT, dos aliados, da saúde, de Deus. “Só quero meus direitos políticos”, completou.

Veja Mais

Fachin impõe derrota a Lula e nega pedido de suspensão do processo do triplex

Alguém precisa falar sobre emprego, sobre sonho, sobre nosso futuro. Precisamos recuperar nossa esperança”, afirmou. “Meu desejo é voltar em breve a andar pelo Brasil. Conversar com as pessoas

“O Bolsonaro acha que tudo que é vermelho é comunista”, ironizou Lula, se referindo ao fato do atual presidente ver “infiltrações” e “conspirações” para todo lado. “Se ele ver a cor do sangue que tem dentro dele se mata porque vai pensar que é comunista”, disse Lula. “Essa gente precisa criar vergonha e ler uns livros. Entender o que é cada coisa e parar de falar bobagem”.

“É uma tristeza imensa que o país, enganado pela mentira de alguns meios de comunicação e das fake news, tenha colocado na Presidência alguém que não tem um milímetro de compromisso com o povo”, reafirmou Lula. Para o ex-presidente, o governo atual não tem proposta para nenhum dos graves problemas nacionais, limitando-se à submissão ao governo de Donald Trump, sem qualquer contrapartida.

A disposição de Lula é novamente caminhar pelo país, retomar o contato direto com o povo, em todas as regiões.

“Alguém precisa falar sobre emprego, sobre sonho, sobre nosso futuro. Precisamos recuperar nossa esperança”, afirmou. “Meu desejo é voltar em breve a andar pelo Brasil. Conversar com as pessoas”, destacou.

Fonte: site do PT 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal