Indicação

Bolsonaro informa que deve indicar Kassio Nunes ao STF

O nome do desembargador não frequentava qualquer lista de candidatos possíveis.

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o piauiense Kassio Nunes, que é desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, para ser o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Kassio Nunes é Católico, é tido como um dos desembargadores federais mais produtivos entre seus pares e profere uma média de 600 decisões por dia.

Ele esteve com Bolsonaro no Palácio do Planalto na terça-feira (29) para que o martelo fosse batido. Há algum tempo, Nunes trabalhava sua ida ao STJ. Mas Bolsonaro tinha outros planos para ele.

Os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli foram contatados por Bolsonaro.

“Eu fui informado pelo presidente da escolha”, disse Gilmar ao Poder360.

Ver mais:

>> Ministro Celso de Mello antecipa aposentadoria do STF

>> Ministro Celso de Mello pede afastamento do STF por licença médica sem tempo determinado

>> Celso de Mello cita “Judiciário independente” e ministros defendem decano de ataques do Governo

Agora, André Mendonça, Augusto Aras, Marcelo Bretas, Jorge Oliveira e outros menos votados terão que esperar a vaga a ser aberta com a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, em 2021, para tentar viabilizar o sonho de sentar numa cadeira de ministro do STF. Como o nome de Nunes ainda não foi enviado ao Senado, patrocinadores das outras candidaturas continuam trabalhando ativamente.

Caso seja confirmado, Kassio irá substituir o decano da Corte Suprema. Celso de Mello retornou de licença médica na última quinta-feira (25) e anunciou que vai antecipar a aposentadoria para o dia 13 de outubro.

Depois da aposentadoria, caberá ao presidente da República escolher o sucessor do ministro. A indicação precisa ser aprovada pelo Senado Federal.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com