Nota

Em Paulista, Yves Ribeiro emite nota negando inelegibilidade

O TCU apenas apontou que Yves teria falhado na supervisão de seus subordinados, não cometendo qualquer irregularidade grave que possa acarretar sua inelegibilidade.

A assessoria jurídica de Yves Ribeiro (MDB), candidato à Prefeitura de Paulista, emitiu nota na manhã desta terça-feira (29) alegando que ele não está inelegível porque a decisão do TCU que reconheceu que as falhas técnicas verificadas nas alterações do plano de trabalho da obra de pavimentação e drenagem da Avenida Costa Azul, localizada bairro do Janga, não foram praticadas diretamente por ele, mas sim pelo Secretario de Obras e pelos engenheiros da prefeitura de Paulista à época de sua gestão.

O TCU apenas apontou que Yves teria falhado na supervisão de seus subordinados, não cometendo qualquer irregularidade grave que possa acarretar sua inelegibilidade.

De acordo com ele, o TCU cometeu equívoco ao não considerar as alterações realizadas pelo setor de engenharia da prefeitura no plano de trabalho da obra de pavimentação e drenagem da avenida Costa Azul, localizada bairro do Janga, as quais foram essenciais para o bom funcionamento da obra.

Ver mais:

>> Ministério Público apresenta impugnação contra candidatura de Yves Ribeiro

>> No Janga, Yves Ribeiro inicia campanha eleitoral

>> MDB oficializa Yves Ribeiro como candidato a prefeito de Paulista

Esclareceu ainda que encontra-se em andamento no TCU Recurso de Revisão, no qual foi juntado laudo de engenharia, com ampla documentação fotográfica, demonstrando a correção das alterações feitas pela equipe de engenharia da prefeitura.

“O que precisa ser esclarecido é que a obra tem funcionalidade e não causou prejuízos ao erário, no que pese as alterações realizadas e devidamente comunicadas ao Ministério da Integração Nacional. Espera-se que o TCU corrija esse injustiça histórica com Yves Ribeiro”, justificou Paulo Pinto.

Segundo o advogado, a referida obra sanou os problemas de alagamento que traziam transtornos aos moradores daquela localidade no período chuvoso.

O advogado Paulo Pinto ressalta que Yves Ribeiro é referência em Gestão de recursos públicos, tendo administrado mais de R$ 8,5 bilhões e tem todas as suas contas aprovadas junto ao TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO, foi o primeiro Prefeito a instituir a CONTROLADORIA INTERNA, quando sequer era obrigatório e recebeu o Prêmio de Gestão Fiscal Responsável dado pelo Conselho Federal de Contabilidade.

Por fim, o advogado informou que irá apresentar a defesa de Yves no processo de impugnação de sua candidatura, ocasião em que demonstrará que não existe qualquer inelegibilidade.

Da redação do Portal com informações da Assessoria de Yves Ribeiro

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal