Eleições 2020

Avalie os candidatos à prefeitura do Recife durante live da UFPE

Os prefeituráveis participaram do “Políticas Públicas em debate”, promovido pela UFPE, nesta segunda-feira, dia 28 de setembro.

Candidatos à prefeitura do Recife participaram nesta segunda-feira, 28 de setembro, de um debate organizado pelos estudantes da disciplina “Administração de Políticas Públicas”, do curso de administração da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na ocasião, os prefeituráveis expuseram suas propostas de governo no âmbito das políticas públicas para a capital pernambucana.

O evento foi transmitido no canal oficial da UFPE no YouTube e também pelo Portal de Prefeitura através do Facebook, e teve início por volta das 19h30.

João Campos (PSB)

O candidato pela Frente Popular, João Campos, priorizou seu tempo discutindo propostas para a saneamento, educação, cultura e anunciou o projeto do Escritório de Parceria, que pretende elaborar projetos de infraestrutura entre a Prefeitura do Recife e as Universidades.

“Queremos fazer essa parceria através dos trabalhos realizados pelos alunos para colocar esses projetos nas ruas. A ideia é fazer um banco de projetos, pegar os alunos que têm interesse em trabalhar pela nossa cidade e, junto com os professores, fazer esse trabalho”, disse ele que afirmou ter colocado a educação como prioridade em seu plano de governo.

O postulante acrescentou que o maior problema do Recife é desigualdade social.

“O desafio do saneamento é estruturante e não é possível ser resolvido da noite para o dia. É preciso fazer muito ainda e precisamos avançar no saneamento, principalmente nas áreas de morro. Nossa ideia é fazer um grande trabalho de estruturação no saneamento, em um trabalho conjunto com a Compesa, para beneficiar as pessoas que mais precisam na cidade”, declarou João Campos.

Na área da cultura, João reforçou o compromisso da reestruturação do segmento e ajuda para as pessoas que trabalham na área. “Cultura é a raiz de qualquer sociedade. Somos parceiro da cultura e apoiaremos uma reestruturação da área, ajudando todos os artistas e trabalhadores neste período pós-pandemia.

Patrícia Domingos (Podemos)

A Delegada Patrícia Domingos, também esteve no primeiro debate entre candidatos à Prefeitura do Recife. A candidata afirmou que em sua gestão deverá priorizar a verba publicitária da prefeitura para a educação da população. Primeiro, ela ressaltou a importância da comunicação como forma de educação das pessoas. Patrícia afirmou que a verba em publicidade não deve servir para promoção de prefeitos, mas para ações educativas para a população.
“Nossa proposta é um teto para propaganda. Uma redução nessas verbas de publicidade para muito menos do que é gasto hoje. A promoção de educação por meio de propaganda e um teto para todo tipo de propaganda. Um limite máximo para esse tipo de gasto, para que o nosso dinheiro público não seja jorrado dessa forma”, defendeu Patrícia.
Para a área de saúde, Patrícia prometeu ampliar o investimento em educação básica e o atendimento em exames. Já em segurança, a delegada afirmou que vai investir em iluminação pública e em monitoramento por câmeras na cidade. Ela também disse que vai reestruturar e qualificar a guarda municipal para a promoção da segurança da população.
“Vamos investir e redistribuir o efetivo para que, prioritariamente, a guarda municipal assegure a sua vida, a minha vida, e a de todos nós”, destacou a delegada.
Marília Arraes (PT)

A candidata a Prefeita do Recife, Marília Arraes, também destacou propostas e projetos que têm como foco o combate às desigualdades no Recife.

“O grande eixo que estamos discutindo dentro do Recife Cidade Inteligente é o combate às desigualdades, que está diretamente ligado ao fim das palafitas e a obras estruturadoras que eliminem definitivamente os pontos de risco nos morros. Para não se ter apenas 0.7% do orçamento investido em habitação”, afirmou.

A candidata falou sobre a retomada econômica para os pequenos comerciantes da cidade como um de seus objetivos na Prefeitura, sobretudo nos bairros e comunidades mais carentes.

“Vamos criar um fundo de aval em que a prefeitura vai investir 1% de sua arrecadação mensal, nos primeiros seis meses, para a retomada econômica do micro e pequeno empreendedor, do comerciante nas comunidades, a dona da lanchonete, do salão de beleza, da mercearia. Isso é possível ser feito, há viabilidade no orçamento do município. Já fiz inclusive reuniões com o SEBRAE para tratar do assunto”, detalhou Marília.

Marília disse ainda no debate que a proposta dará oportunidade para que também os mais vulneráveis, como os ambulantes, possam voltar a trabalhar, pois, segundo ela, o auxílio-emergencial que hoje recebem do Governo Federal é insuficiente para a retomada de suas atividades.

Ver mais: 

>> Guia Eleições 2020: Confira as candidaturas no Recife

Coronel Feitosa (PSC)

O Coronel Alberto Feitosa, do Partido Social Cristão (PSC) destacou que o debate foi bastante positivo para pontuar o seu programa de governo de forma clara e objetiva.

“É importante mostrar que nós vamos ter uma gestão que vai eliminar de vez toda e qualquer forma de corrupção, sanear e moralizar o gasto público”.

Durante a discussão, o Coronel foi questionado sobre o investimento na saúde pública e também sobre como evitar mortes violentas da população negra na periferia.

“Vamos humanizar o atendimento na saúde para que não faltem médicos e remédios. Farei parceria com hospitais privados para zerar as filas de atendimento. Além disto, vamos criar um prontuário eletrônico com uma senha, e aí todo e qualquer atendimento será acompanhando do início até o final […] Sobre a área de segurança, nós vamos usar muita tecnologia, vamos fornecer um batalhão de drones com acompanhamento com furgões e motocicletas para dar apoio e armar a guarda municipal”, respondeu.

Para finalizar, Feitosa declarou que vai eliminar de vez a possibilidade de uma gestão esquerdista na cidade. “Vamos fazer com que a bandeira do Brasil seja fincada no teto da prefeitura e vamos varrer de vez toda e qualquer possibilidade de uma gestão de cor vermelha. Nós vamos afastar o socialismo da nossa cidade, alinhar com o nosso presidente Bolsonaro e fazer do Recife a cidade que o recifense tanto merece e quer”, prometeu o Feitosa no debate.

Marco Aurélio (PRTB)

O candidato a prefeito do Recife, Marco Aurélio Meu Amigo, apresentou no evento uma proposta ousada para o desafio da coleta de lixo na cidade.

Quando questionado sobre o tema sustentabilidade envolvendo o descarte seletivo do lixo, Marco Aurélio falou do seu projeto para reeducar a população remunerando aqueles que realizarem a sua própria coleta de lixo.

“Vamos espalhar pontos de coleta na cidade onde a população vai pesar a quantidade de lixo que está descartando e no final do mês a pessoa recebe um valor de acordo com a quantidade que deixou no ponto de coleta” disse Marco Aurélio.

Ainda no debate, Marco Aurélio afirmou que não tem vergonha de declarar apoio ao presidente Jair Bolsonaro porque apoia o presidente desde 2018, ao contrário de outros que chegam agora querendo “surfar na onda do bolsonarismo”.

“Eu acho que o morador do Recife merece respeito, precisamos expor nossas ideias com verdade e não com oportunismo. Convido a todos que são direita raiz, que são bolsonaristas de verdade a se unirem ao nosso projeto para endireitar o Recife”, finalizou.

Além dos postulantes acima, também estiveram presentes os candidatos Mendonça Filho (DEM); Thiago Santos (UP); Victor Assis (PCO); Cláudia Ribeiro (PSTU); Charbel Maroun (Novo); Carlos Andrade Lima (PSL). 

Até a publicação desta matéria, os demais candidatos citados não enviaram para para o e-mail de nossa redação, as avaliações pessoais a respeito do debate promovido pela UFPE.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal