Saída

Ex-presidente do Uruguai, Mujica se afasta da política por causa da saúde

A decisão foi informada aos jornalistas pelo próprio Mujica, que irá cumprir seu mandato como senador até outubro antes de se aposentar.

O ex-presidente e atual senador do Uruguai, José “Pepe” Mujica, vai sair de vez da esfera política. A decisão foi informada aos jornalistas pelo próprio Mujica, que irá cumprir seu mandato até outubro antes de se aposentar.

Mujica vem enfrentando uma doença imunológica crônica. Por causa da doença, o uruguaio não poderá tomar uma vacina contra o novo coronavírus.

“Eu amo a política e não queria ir, mas amo ainda mais a vida. Preciso administrar bem os minutos que me restam. É claro que a política obriga a ter relações sociais e tenho que me cuidar, não posso ir de um lado para outro por causa da pandemia e isso seria algo ruim para um senador”, disse o ex-presidente.

Aos 85 anos, ele fez parte da guerrilha dos Tupamaros na luta contra a ditadura militar no Uruguai.

Ver mais:

>> Ex-presidente do Uruguai defende legalização da cocaína

Aliança com Lula

Em 2018, Mujica recebeu o petista Fernando Haddad em sua casa após perder as eleições para Jair Bolsonaro. Na época. Pepe enviou uma mensagem de apoio ao ex-presidente Lula, que estava preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

“Lula é uma causa, não um homem. Lula está no coração dos necessitados, dos carentes, onde residem as desigualdades. Isso é o melhor de Lula. O tempo passará. Estão construindo um mito e contra os mitos não se pode lutar”, escreveu.

Já em 2019, ele foi criticado ao comentar a situação da Venezuela. Ao comentar sobre um confronto que resultou no atropelamento de opositores de Nicolás Maduro, o militante responsabilizou as vítimas pelo ocorrido. Posteriormente, Mujica admitiu que o país é governado por uma ditadura.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com