Depoimento

Moro é intimado pela PF a depor como testemunha em inquérito do STF

O inquérito apura o financiamento e a organização de atos antidemocráticos.

O ex-ministro de Segurança Pública e Justiça Sérgio Moro foi intimado, nesta sexta-feira (18), pela Polícia Federal a depor como testemunha, em caso aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em que apura a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

A informação foi divulgada pelo advogado de Moro, Rodrigo Sánchez Rios, e o inquerito do STF, que é relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, tramita em segredo na justiça.

“A oitiva é motivada em razão de ele ter ocupado, à época dos fatos, a titularidade do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, diz a nota divulgada pela defesa.

O advogado de Moro ainda afirmou que o depoimento deverá ser no dia de 2 de outubro, na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, e que Sérgio Moro será ouvido como testemunha.

Ver mais:

>> Carla Zambelli é intimada a depor na Polícia Federal

>> Sara Winter é denunciada pelo MPF por ameaça e injúria contra ministro Alexandre de Moraes

>> São alvos da PF, o empresário Luciano Hang, Roberto Jefferson, deputado Douglas Garcia (PSL-RJ) e o blogueiro Allan dos Santos

Zambelli é intimada

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) foi intimada para prestar depoimento à Polícia Federal sobre o suposto financiamento de atos antidemocráticos que aconteceram nos meses anteriores à pandemia.

O deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) também recebeu a intimação para depor, mas através do telefone. Os dois parlamentares tiveram seus sigilos bancários quebrados no âmbito desta investigação.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com