Opinião

Fernando Bezerra Coelho: “Bolsonaro não deu cartão vermelho para o Renda Brasil”

Para o líder do governo, o 'cartão vermelho' de Bolsonaro foi para financiamento inicialmente sugeridas para o programa.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou nesta quinta-feira (17) que o presidente Jair Bolsonaro “não deu cartão vermelho” para o programa Renda Brasil, mas para as fontes de financiamento inicialmente sugeridas para o programa. Segundo o líder, a equipe econômica do governo e o Congresso Nacional estão discutindo fontes alternativas para o programa de renda mínima.

“O presidente Bolsonaro não deu o cartão vermelho para o Renda Brasil, mas para as sugestões do Ministério da Economia de como financiar o programa. O presidente descartou a desindexação, que levaria ao congelamento dos benefícios previdenciários. Portanto, é preciso discutir novas ideias, para que a gente possa ver de onde virão os recursos para financiar o Renda Brasil”, disse, em entrevista à Rádio Folha, de Pernambuco. “Na realidade, o presidente sinalizou que não vai tirar dos pobres para dar aos paupérrimos e provoca o Congresso Nacional e a sua equipe econômica para oferecer novas sugestões.”

Fernando Bezerra ressaltou que o financiamento do Renda Brasil será feito respeitando o teto de gastos. “Do ponto de vista fiscal, faremos isso de forma responsável, procurando discutir com a sociedade de onde vamos identificar os recursos para que a gente possa definir um programa de renda mínima a partir de janeiro de 2021. O teto de gastos significa uma grande âncora das expectativas do mercado e dos investidores para manter a inflação baixa.”

ELEIÇÕES – Na entrevista, o senador comentou as eleições municipais de 2020, destacando o objetivo de ampliar a presença do MDB e de seu grupo político no Estado. Ele citou a força política do grupo no Sertão do São Francisco, Sertão do Araripe e no Sertão Central.
“Estamos apoiando 45 candidatos a prefeito em todo o estado e acreditamos que podemos colher importantes vitórias. Isso certamente vai fortalecer o MDB e o nosso grupo político. E é importante que 2021 seja o ano das parcerias que pretendemos realizar com o governo federal para que a gente possa ajudar os prefeitos eleições a concretizar as ações dos seus programas de governo”, disse.

Ver mais:

>> Fernando Bezerra Coelho (MDB) diz que governo retoma agenda de reformas após anúncio de prorrogar auxílio emergencial

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com