Fiscalização

Abatedouro clandestino é fechado em São Lourenço da Mata

Fiscais apreendidos oito animais vivos (sendo seis bovinos, um equino e um suíno), uma caminhonete, uma carroça acoplada ao veículo, uma balança, três freezers, além de ferramentas utilizadas para sacrificar os animais, marretas e serras.

Abatedouro clandestino é fechado em São Lourenço da Mata

Fiscalização fecha abatedouro clandestino, em São Lourenço da Mata.

Publicado em 14 de setembro de 2020 - 14:48

Por

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), por meio da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental, fechou, na tarde da última sexta-feira, dia 11 de setembro, um abatedouro clandestino que funcionava no município de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Os fiscais chegaram até o abatedouro, após denúncia anônima.No local, os fiscais da CPRH encontraram diversas irregularidades ambientais: o local não possui licença ambiental ou alvará de funcionamento, maus tratos de animais, além de despejo irregular de efluentes em um riacho que fica nas proximidades.

Foi ainda constatada a total ausência de condições sanitárias durante o processo de abate, corte e armazenamento do produto de origem animal.Na ação, foram apreendidos oito animais vivos (sendo seis bovinos, um equino e um suíno), uma caminhonete, uma carroça acoplada ao veículo, uma balança, três freezers, além de ferramentas utilizadas para sacrificar os animais, marretas e serras.

De acordo com coordenadora da ação de fiscalização, Elba Borges, os infratores conseguiram fugir deixando no local alguns pertences. Ela explica que não foi possível quantificar o volume da carne abatida e de carcaças dos animais porque não houve condições de pesagem.

Borges informou, também, que só foi possível fazer o reconhecimento do proprietário do abatedouro durante a ação porque a fiscalização foi desenvolvida em conjunto com policiais civis e militares da Delegacia do Meio Ambiente (Depoma) e da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma).

“Sem a rápida e eficaz ação dos agentes da Secretaria de Defesa Social, não teríamos condições de concluir a ação impondo a penalidade de apreensão de materiais”, conclui, adiantando que ainda cabem embargo do local e multa.

Da redação do Portal com informações do Governo de Pernambuco

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com