Encontro

Mendonça discute com a ministra da Agricultura investimentos para Pernambuco

O encontro serviu para discutir investimento de cerca de R$ 80 milhões em Pernambuco e que vai gerar 800 empregos diretos no interior.

Mendonça discute com a ministra da Agricultura investimentos para Pernambuco

O ex-ministro Mendonça e a ministra da Agricultura Tereza Cristina/ Foto: Divulgação

Publicado em 10 de setembro de 2020 - 15:12

Por

O ex-ministro e pré-candidato a prefeito do Recife, Mendonça Filho, teve audiência, em Brasília, com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir investimento de cerca de R$ 80 milhões em Pernambuco e que vai gerar 800 empregos diretos no interior.

Acompanhado do presidente da Masterboi, Nelson Bezerra, Mendonça conversou com a ministra sobre a instalação de um grande frigorífico industrial da Masterboi, em Canhotinho, no Agreste Meridional, que vai processar carne bovina, suína e caprina.

“A Masterboi é uma empresa genuinamente pernambucana que atua no mercado nacional e internacional e tem plantas frigoríficas no Pará e em Tocantins. Um investimento desse porte tem que ser celebrado”, afirmou Mendonça, destacando que o novo empreendimento entrará em operação no próximo ano.

Ver mais:

>> Mendonça apresenta ao ministro da Transparência projeto de combate à corrupção com políticas de integridade e capacitação de servidores municipais do Recife

>> Mendonça discute políticas e projetos de Educação com o ministro Milton Ribeiro

>> Mendonça discute Renda Brasil com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e pede apoio para projetos sociais no Recife

O empresário Nelson Bezerra convidou a ministra para visita a unidade de Canhotinho e agradeceu o trabalho da sua gestão à frente do Ministério da Agricultura para garantir a abertura do mercado chinês para a produção pecuária brasileira. O que possibilitou a habilitação de frigoríficos brasileiros pelo país asiático.

O ex-ministro Mendonça e a ministra da Agricultura Tereza Cristina/ Foto: Divulgação

O novo frigorífico vai desenvolver gerar uma cadeia produtiva da pecuária de corte no Agreste Meridional, com impacto na Mata Sul. O novo empreendimento deve ter capacidade para abater cerca de 500 cabeças de gado e caprinos por dia. A expectativa é atender a todo o mercado do Norte e Nordeste e para exportação.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com