Confirmado

Itapissuma: Em convenção, PSD confirma Zé de Irmã Têca como candidato a prefeito

O candidato tentará a reeleição durante a convenção que lançou também definiu Zezé (PV) como vice.

Itapissuma: Em convenção, PSD confirma Zé de Irmã Têca como candidato a prefeito

Itapissuma: Em convenção, PSD confirma Zé de Irmã Têca como candidato a prefeito/ Foto: Renato Moreira

Publicado em 10 de setembro de 2020 - 17:11

Por

A convenção do PSD em Itapissuma, definiu a candidatura do atual prefeito Zé de Irmã Têca (PSD) e de Zezé (PV) como candidatos a prefeito e vice pela coligação “Itapissuma para o povo”.

A coligação entre os partidos PSD, PV, PSB e MDB, que passaram a formar a coligação “Itapissuma para o povo”, também oficializaram as chapas de vereadores.

Além das partes citadas, também estiveram presentes na convenção o deputado André de Paula (PSD), o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros (PP); os ex-prefeitos Cal Volia e Pedro Henrique, além das lideranças políticas que integram o nosso grupo na cidade.

Ver mais:

>> Prefeito afastado de Itapissuma volta à gestão após determinação da Justiça

>> Corrupção: Justiça afasta prefeito, vice-prefeita e vereadores de Itapissuma

>> MPPE pede à Justiça liminar para suspender nomeações em cargos públicos na cidade de Itapissuma (PE)

Retorno

Em junho, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou que o prefeito afastado de Itapissuma, José Bezerra Tenório Filho (PSD), conhecido como Zé de Irmã Teca, volte ao posto de gestor municipal nesta segunda-feira (1º).

Em dezembro de 2019, o prefeito, a vice e os secretários da cidade foram afastados pela Justiça. Desde então, a gestão do município ficou a cargo do presidente da Câmara Municipal, Jean Alves (PSD).

A saída dos funcionários da prefeitura aconteceu após a Polícia Civil deflagrar a Operação Dragão do Mar, que apura o desvio de R$ 10 milhões do poder público municipal. Segundo a investigação, o valor teria sido pago a cabos eleitorais.

Em dezembro do ano passado, ao menos dois vereadores, o prefeito, e a vice-prefeita de Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife, foram afastados de seus cargos por determinação da justiça, nesta sexta-feira (20).

Segundo as informações fornecidas pela Polícia Civil de Pernambuco, cinco mandados para a suspensão dos cargos eletivos foram expedidos, outras 12 ordens de afastamento de função pública e 21 de busca e quebra de sigilo bancário foram emitidas como parte da Operação Dragão do Mar. A operação tem como função a investigação e apuração dos crimes de corrupção.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com