Culpado

Humberto: “A explosão dos preços no Brasil tem um culpado com nome e sobrenome: Jair Bolsonaro”

O petista criticou o presidente Jair Bolsonaro pelo aumento no preço de alguns produtos da cesta básica.

Humberto: “A explosão dos preços no Brasil tem um culpado com nome e sobrenome: Jair Bolsonaro”

Humberto Critica Discurso de Bolsonaro na ONU, / Foto: Montagem/Reprodução

Publicado em 10 de setembro de 2020 - 16:14

Por

O senador Humberto Costa (PT) criticou o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (9) em sua conta pessoal no twitter. O petista disse que o problema dos altos preços registrados nos alimentos no Brasil tem “nome e sobrenome: Jair Bolsonaro”.

“A explosão dos preços no Brasil tem um culpado com nome e sobrenome: Jair Bolsonaro”, escreveu Humberto, anexo a uma matéria do Correio Braziliense que fala sobre o alto preço do arroz nos supermercados no Brasil.

Um perfil no Twitter compartilhou uma foto em que um dos supermercados da rede Condor, do Paraná, anuncia um pacote de arroz por R$ 42,99. “Não vai ter uva passa no arroz se não tiver arroz”, ironizou a postagem.

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou o fato pedindo que os donos de supermercado tenham “patriotismo” para segurar os preços da cesta básica.

Ver mais:

>> Humberto Costa denuncia falta de medicamentos para tratar crianças com covid-19 e acusa governo de omissão

>> Humberto diz que Bolsonaro faz campanha contra vacinação: “É mais um ato genocida”

>> “Bolsonaro finge que dá com uma mão para retirar com a outra”, diz Humberto Costa

Na avaliação do presidente, os preços subiram porque o pagamento do auxílio emergencial elevou a demanda por alimentos.

“Veio o auxílio emergencial, o pessoal começou a gastar um pouco mais, muito papel na praça, a inflação vem. Então estou conversando para ver se os produtos da cesta básica aí… Estou pedindo um sacrifício, patriotismo para os grandes donos de supermercados para manter na menor margem de lucro”, prosseguiu.

Segundo nota divulgada pela Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz), o fator com mais impacto nessa alta é uma pressão no mercado internacional desde o início da pandemia.

“Observou-se (desde a declaração de calamidade pública pela OMS em março) um aumento significativo na demanda do mercado externo, o que, somado à restrição de oferta do por alguns países exportadores, com vistas a assegurar o abastecimento interno, ocasionou a forte valorização do grão”, diz o texto.

A alta do dólar frente ao real também está entre os motivos para que o alimento chegue mais caro até os supermercados.

“A elevação do câmbio que, além de tornar atrativas as exportações do arroz em casca brasileiro, praticamente inviabilizou as importações do produto dos parceiros do Mercosul”, cita a nota da Abiarroz.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com