Olinda

Em Olinda, portadores de fibromialgia obtêm carteira de prioridade

A síndrome causa dores no corpo inteiro durante determinados períodos.

Em Olinda, portadores de fibromialgia obtêm carteira de prioridade

Em Olinda, portadores de fibromialgia obtêm carteira de prioridade/ Foto: Divulgação

Publicado em 9 de setembro de 2020 - 13:10

Por

Os pacientes portadores de fibromialgia de Olinda podem pegar a carteira de prioridade nesta quinta-feira (10), a partir das 10h, no Núcleo de Fisioterapia de Ouro Preto. Esse documento está fundamentado na Lei Municipal 6088, de março do ano passado, quando a Prefeitura autorizou que as pessoas com essa síndrome entrem na fila de prioridade, junto com idosos, pessoas com deficiência e gestantes.

“Nessa carteira constam nome, foto, número de matrícula. Ela vai ter prioridade nas filas em todos os locais dentro do município de Olinda, tanto em bancos e lotéricas, quanto empresas comerciais”, explica a coordenadora da Rede de Reabilitação  de Olinda, Rosely Chaves.

Quem tem fibromialgia e mora em Olinda pode fazer a solicitação no Núcleo de Ouro Preto (fone 3429-5902), com o laudo de um reumatologista, mais identidade, CPF e um comprovante de residência. A validade da carteira é de dois anos, quando será necessário um novo laudo.

A fibromialgia é uma síndrome que causa dores no corpo inteiro durante determinados períodos, com sensibilidade nas articulações, músculos, tendões e em outros tecidos moles. Ela também dá fadiga, distúrbios do sono, dor de cabeça, depressão e ansiedade.

Terapia ocupacional

A terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde que promove prevenção, tratamento e reabilitação de indivíduos portadores de alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psico-motoras, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos ou de doenças adquiridas por meio da utilização da atividade humana.

Olinda passa a oferecer esse tipo de tratamento, no Centro de Reabilitação de Olinda (Bairro Novo).

A equipe responsável pelo serviço é coordenada pela terapeuta ocupacional Maria das Neves dos Santos. Ela explica que neste tipo de trabalho é necessário dar ênfase às atividades de vida diária, na atuação na prevenção e tratamento das dificuldades que prejudicam a realização das atividades do dia a dia. O profissional ajuda na melhora de diferentes tipos de distúrbios.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura de Olinda

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com