Olinda

Em Olinda, Espaço de acolhimento para pessoas em situação de rua já serviu mais de 2,3 mil refeições

O Serviço funciona 24h por dia, de domingo a domingo, no Clube Atlântico, Carmo.

Em Olinda, Espaço de acolhimento para pessoas em situação de rua já serviu mais de 2,3 mil refeições

Espaço de acolhimento emergencial para pessoas em situação de rua em Olinda já serviu mais de 2.304 refeições em uma semana/ Foto: Divulgação/ PMO

Publicado em 2 de setembro de 2020 - 11:38

Por

O Espaço de Acolhimento Institucional Emergencial de Olinda, localizado no Clube Atlântico, Carmo, já serviu, em uma semana de funcionamento, mais de 2.304 refeições para pessoas que estavam em situação de rua no município.

A parceria da Prefeitura da cidade, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, atende atualmente 20 homens e 10 mulheres que antes estavam na rua, expostos à COVID-19.

O espaço tem como missão garantir conforto e qualidade de vida, além de diminuir o contágio causado em tempos de pandemia, prevenindo a contaminação entre pessoas em situação de rua, grupo que é naturalmente fragilizado.

A estrutura suporta até 40 usuários que passaram previamente por uma triagem, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

Diariamente são feitas atividades lúdicas e recreativas no espaço, gerando assim uma aproximação com os residentes. O pavilhão está dividido em três áreas para o repouso, o dormitório feminino, o masculino e o familiar, que abriga as mães que estiverem com seus filhos menores de idade. A estrutura conta com lavanderia, além de banheiros e chuveiros adaptados para a situação.

Ações culturais na primeira semana no espaço de acolhimento para pessoas em situação de rua

O Espaço de Acolhimento Institucional Emergencial de Olinda, localizado no Clube Atlântico, Carmo, comemora seus primeiros dias de atendimento. A iniciativa da Prefeitura da cidade, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, atende atualmente 22 homens e nove mulheres que outrora estavam na rua, expostos a pandemia da COVID-19.

Nesse primeiro momento, para gerar uma aproximação com os residentes, foi feita uma atividade lúdica. A equipe que atende o espaço (assistentes sociais, psicólogos e coordenadores) realizou um exercício chamado “Circo dos Sonhos”, onde eles tiveram experienciais artísticas como, por exemplo, andar em perna de pau.

O espaço foi todo montado para garantir conforto e qualidade de vida, além de diminuir o contágio causado em tempos de pandemia, prevenindo a contaminação entre pessoas em situação de rua. A estrutura suporta até 40 usuários que passaram previamente por uma triagem através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

O pavilhão está dividido em três áreas para o repouso, o dormitório feminino, o masculino e o familiar, que abrigará as mães que estiverem com seus filhos menores de idade. E tem também estrutura conta com lavanderia, além de banheiros e chuveiros adaptados para a situação.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura de Olinda

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com