União

Operação Aliança: Brasil e Paraguai juntos no combate ao tráfico de drogas

Parceria entre os dois países resultou na destruição de 658 toneladas de maconha.

Operação Aliança: Brasil e Paraguai juntos no combate ao tráfico de drogas

Operação internacional contou com ação conjunta dos dois países. - Foto: Vision Art/Itaipu Binacional

Publicado em 26 de agosto de 2020 - 12:54

Por

Uma operação internacional contra o tráfico de drogas. Brasil e Paraguai se uniram para realizar mais uma etapa da Operação Nova Aliança. Em Foz do Iguaçu (PR), o ministro da Justiça, André Mendonça, acompanhou de perto os trabalhos das forças de segurança para combater cultivos ilícitos de maconha em território paraguaio. O trabalho busca evitar que a maconha produzida lá entre e seja vendida no Brasil.

A operação de combate às drogas foi realizada pela Polícia Federal do Brasil, em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas e a Força Tarefa Conjunta do Paraguai. Os dados foram apresentados no Parque Tecnológico Itaipu.

De acordo com informações divulgadas pela Itaipu, em dez dias da Operação Nova Aliança, foram incineradas 658 toneladas de maconha, eliminados 1.790 quilos de semente, erradicados 127 hectares de plantio e destruídos 70 acampamentos clandestinos no Paraguai.

Para o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, os resultados finais do trabalho da operação mostram a importância das parcerias internacionais para combater a criminalidade.

“Hoje a criminalidade organizada é transnacional; e nós só vamos ter resultados efetivos com parcerias internacionais. Paraguai é um país irmão, um país que para nós é muito importante, não só pela localização, pela cultura, mas pela proximidade do seu povo; e quanto mais nós nos ajudarmos mutuamente, melhor será para ambos os lados”, disse.

“Os resultados a partir dessa atuação nos trazem não só economia de tempo e de esforço, mas também um aumento significativo do quantitativo de maconha que deixa de ingressar no mercado ilícito, seja no Brasil, seja passando pelo Brasil”, completou André Mendonça.

A operação internacional contou com compartilhamento de dados de inteligência, integração de recursos humanos e aplicação conjunta de equipamentos. Essa foi a 22ª fase da Operação Aliança.

Fonte: Governo Federal

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com