Petrobras

CVM: relator vota por condenar Dilma a pagar R$ 300 mil em caso de refinaria Abreu e Lima

No entendimento do relator, Dilma falhou com o dever de diligência na supervisão dos controles internos da Petrobras.

CVM: relator vota por condenar Dilma a pagar R$ 300 mil em caso de refinaria Abreu e Lima

Ex-presidente Dilma Rousseff. Foto: Ricardo Stuckert

Publicado em 25 de agosto de 2020 - 12:32

Por

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) começou a julgar nesta segunda-feira (24), o caso da construção da Refinaria Abreu e Lima (PE), na qual a ex-presidente Dilma Rousseff e ex-executivos da Petrobras teriam responsabilidade nas decisões que causaram prejuízos à Petrobrás.

O relator da CVM, o diretor Henrique Machado, votou pela condenação de Dilma, sob a justificativa de que a ex-presidente teria faltado com o dever de diligência na supervisão dos controles internos da Petrobras. No entendimento de Machado, Dilma deve pagar R$ 300 mil.

O mesmo valor da multa, segundo o relator, também se aplicaria aos outros sete membros do conselho de administração da estatal. Estão entre os nomes o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega e o ex-presidente da petrolífera Sergio Gabrielli.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com