Opinião

Para senador Eduardo Girão (Podemos), não cabe julgamento algum no caso da criança vítima de estupro

Parlamentar defendeu punição mais rigorosa aos estupradores e políticas públicas para preservar a vida das mulheres.

Para senador Eduardo Girão (Podemos), não cabe julgamento algum no caso da criança vítima de estupro

Senador Eduardo Girão (Podemos). Foto: Reprodução/TV Senado

Publicado em 21 de agosto de 2020 - 08:05

Por

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) comentou, em pronunciamento nesta quinta-feira (20), sobre o caso do aborto da menina de 10 anos que engravidou ao ser estuprada pelo tio no Espirito Santo. Para Girão, não cabe nenhum julgamento ao caso, pois ninguém sabe o que a criança ou a família estão passando.

De acordo com o senador, dados do Ministério da Saúde mostram que entre 2011 a 2014, mais de 4 mil bebês nasceram fruto de gravidez de crianças de até 12 anos. Girão acredita que é preciso melhorar a comunicação nas escolas e famílias.

Para o senador, é necessário criar políticas públicas para poupar a vida das mulheres e também dos bebês.

“Temos que buscar alternativas para apoiar situações como essa, punir rigorosamente os criminosos, mas tentar que o desfecho possa ser, quem sabe, a preservação das duas vidas com o mínimo de trauma possível”, declarou.

Fonte: Agência Senado

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com