Redução

Recife tem menor registro de roubos desde 2005, diz SDS-PE

É o menor número de queixas notificadas na capital pernambucana em um mês de julho desde o início da contabilidade desse tipo de delito no Estado, em 2005.

Em julho de 2020, o Recife registrou 1.402 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP). Até então, o menor registro para esse mês havia sido em julho de 2012, com 1.628 ocorrências, seguida por julho de 2013, com 1.713.

Quando comparado com julho de 2019, que somou 2.466 ocorrências do tipo, essa retração no Recife chegou a 43,15%. Já na soma dos sete primeiros meses de 2020, a redução é de 41,18% na capital, caindo de 18.198 roubos registrados entre janeiro e julho de 2019 para 10.704, neste ano.

“Reduzir os roubos no Estado por 35 meses seguidos, e retroagir a patamares de 15 anos atrás, é bastante significativo para quem faz a segurança pública, mas principalmente para a população, mais protegida e se sentindo mais segura durante o trajeto para o trabalho, nas atividades cotidianas em vias públicas. Quando analisamos uma série tão extensa, de uma década e meia, estamos remetendo a uma época em que não havia smartphones e outros aparelhos que hoje são o grande objeto de roubos e furtos, e mesmo assim estamos com índices menores de crimes hoje. Muitos podem pensar que a pandemia paralisa a violência, mas os delitos relacionados ao narcotráfico não param. Tanto que o mês passado prendemos 5.571 pessoas e atuamos em 824 ocorrências de repressão ao tráfico. Foi o recorde do ano e o dobro das estatísticas de produtividade referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano, antes do isolamento social. É preciso haver ações substanciais de prevenção e repressão para termos paz social nas ruas”, diz o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Foto: Reprodução/ SDS

Roubos caem em Pernambuco pelo 35º mês seguido

Ao todo, foram 4.281 ocorrências do tipo registradas no Estado, no mês passado, o que representa uma redução de 37,36% em relação a julho de 2019, com 6.834 crimes do tipo. Iniciada em setembro de 2017, essa sequencia consecutiva de redução dos crimes contra o patrimônio é a maior do Pacto pela Vida e ajudou a evitar, segundo as estatísticas, mais de 63 mil roubos em solo pernambucano.

No consolidado geral de 2020, Pernambuco soma 32.573 crimes contra o patrimônio, número 33,9% menor que os sete primeiros meses de 2019, quando foram notificados 49.279 ocorrências do tipo.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com