Levantamento

Auxílio emergencial: maioria dos beneficiários usa para comprar comida, revela Datafolha

Dentre os que priorizam a alimentação durante a pandemia, 65% são nordestinos.

A maioria dos brasileiros que recebem o auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia, usa o benefício para comprar alimentos. É o que revela a pesquisa do Datafolha realizada em 11 e 12 de agosto e divulgada ontem (13) na Folha de São Paulo.

De acordo com o levantamento que ouviu 2.065 pessoas, cerca de 53% disse que a prioridade é a comida. Em segundo lugar, com 25%, aparecem os beneficiários que usam o dinheiro para pagar as contas; 16% utiliza para ajudar nas despesas da casa; 4% com outras despesas; 1% usa o dinheiro para gastar com remédios, máscaras, alcool em gel e outros utensílios relacionados à saúde.

Para 44% dos consultados, o auxílio emergencial é a única fonte de renda no momento. Enquanto que para 56%, o auxílio não é a única renda.

Dentre os que utilizam o dinheiro para investir em alimentação, 65% são nordestinos. Outros pontos que representam a desigualdade está entre os mais pobres; 61% deles usam o dinheiro para comprar comida.

O auxílio foi distribuído pela primeira vezes aos trabalhadores informais em abril e, a princípio, seria de três parcelas. No entanto, foi prorrogado e agora está na quinta parcela.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com