Contra

Lava Jato: Gleisi Hoffmann diz que decisão de Fachin é “descabida”

Nas redes sociais, a presidente do PT questionou sobre o "interesse em manter essa caixa-preta".

A deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, chamou de “descabida” a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, em negar o compartilhamento de dados da força-tarefa da Lava Jato com a Procuradoria-Geral da República. Fachin revogou a decisão oriunda do ministro Dias Toffoli, nesta segunda-feira (3).

A manifestação de Hoffmann se deu nas redes sociais após o anúncio da revogação. Segundo a parlamentar, “já está claro que a República de Curitiba atuava como polícia política, investigava 38 mil pessoas sem critérios e tem 50 mil documentos em segredo, atuando com parcialidade”.

A decisão foi tomada pelo ministro em função do término do recesso no STF. Fachin, que é relator do caso, voltou a despachar normalmente os processos que tramitam em seu gabinete. A anulação da decisão de Toffoli ocorreu por motivos processuais. Segundo o relator, a ação utilizada pela PGR para pedir que os dados fossem enviados não pode ser usada pela esse fim. O ministro também retirou o sigilo do processo.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com