Ação Popular

Advogados formalizam ação popular contra Delegada Patrícia Domingos

Os requerentes acusam a delegada de fazer campanha política durante a pandemia, enquanto alegava não poder trabalhar no seu cargo de delegada por ser paciente cardíaca.

Advogados formalizam ação popular contra Delegada Patrícia Domingos

Delegada Patrícia Domingos. Foto: Beto Dantas/ Portal de Prefeitura

Publicado em 3 de agosto de 2020 - 17:11

Por

A pré-candidata à Prefeitura do Recife, delegada Patrícia Domingos (Podemos) foi denunciada pelos advogados Piero Monteiro Sial e Lucas Carvalho Machado, juntamente com Rudolph San do Rego Silva, que apresentaram uma ação popular contra a delegada.

No documento, apresentado ao juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública da Capital, os requerentes acusam a delegada de fazer campanha política durante a pandemia, enquanto alegava não poder trabalhar no seu cargo de delegada por ser paciente cardíaca e, por tanto, população de risco para Covid-19.

A ação alega que “todo ato lesivo ao patrimônio público agride a moralidade administrativa”.

“Patrícia de Oliveira Domingos, Delegada de Polícia, pré-candidata à prefeitura do Recife, em 28.3.2020, ingressou com Ação de Obrigação de Fazer Cumulada com Pedido de Tutela de Urgência, em face do Estado de Pernambuco, requerendo afastar-se do atendimento público, em razão de ser hipertensa, o que implicaria em pertencer a grupo de risco (Processo no 001402-71.2020.8.17.8201)”, diz um trecho do documento.

“Destas informações depreende-se que a Acionada recebeu Abril, Maio, Junho e vai receber parcela de Julho, agora em agosto, ou seja, quatro meses recebendo estando em teletrabalho. Todavia, conforme se demonstra nas provas anexas, ela fez de tudo nesta quarentena, menos o isolamento social que foi até à Justiça requerer”, informa o documento.

Veja o documento completo:

Ação Popular contra a delegada Patrícia Domingos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com