Corrupção

Operação que investiga ‘rachadinha’ na Câmara do Cabo prende três assessores de vereadores

A suspeita da Polícia Civil é de que ele tenha se apropriado indevidamente de até 90% dos salários dos comissionados da Câmara.

Três assessores parlamentares na Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, foram presos na Operação Rateio II, deflagrada nesta quarta-feira (29). Segundo a Polícia Civil, eles são integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de peculato, falsidade documental e frustração de direito trabalhista.

Esta é a segunda fase da operação que prendeu o vereador Flávio do Fórum (PL) e investiga um possível esquema de “rachadinha” no gabinete do parlamentar, que ocorre quando . A suspeita da Polícia Civil é de que ele tenha se apropriado indevidamente de até 90% dos salários dos comissionados da Câmara

Os nomes dos três assessores presos não foram divulgados pela Polícia Civil, que informou que eles trabalham para o vereador Flávio do Fórum.

Os três mandados de prisão preventiva cumpridos pela Operação Rateio II foram expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca do Cabo de Santo Agostinho. As investigações tiveram início em junho de 2019 e foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil (Dintel).

Ao todo, 20 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, participam da Operação Rateio II, que é a 33ª operação de repressão qualificada do ano.

Ela é coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp), sob a presidência da delegada Isabela Porpino, adjunta da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (1ª Deccor), do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco).

Com informações do G1 PE

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com