Reivindicação

Motoristas de turismo realizam protesto entre Olinda e Recife pela suspensão do pagamento de taxas durante a pandemia

O grupo chegou a ficar em frente ao Centro de Convenções, em Olinda, mas seguiram em direção ao Centro do Recife.

Uma manifestação pacífica foi realizada por motoristas de ônibus e frete nesta manhã de quarta-feira (29), em frente ao Centro de Convenções, no Complexo do Salgadinho, em Olinda. Eles reivindicam a suspensão do pagamento das taxas, tendo em vista que estão parados há 130 em decorrência da pandemia da Covid-19. Os condutores seguiram ao Centro do Recife, onde vão ao Palácio do Campo das Princesas.

O protesto causou engarrafamento na via da Avenida Agamenon Magalhães, sentido Boa Viagem.

As taxas as quais o grupo de motoristas reclama, são as Fusp-F e Fusp-LV. O pagamento dos valores é feito à Empresa de Transportes Intermunicipais (EPTI), para que eles tenham a autorização de usar o transporte de turismo com passageiros. À TV Jornal, vice-presidente da Associação dos Transportadores de Turismo e Frete de Pernambuco, Téo Barbosa, explicou que, se os motoristas deixam de fazer o pagamento, eles têm os nomes sujos.

 “Esse órgão nos envia, pela quantidade de veículos que tem cadastrados, e a gente paga R$ 38,60 por mês de cada veículo (taxa Fusp-F). Se você não pagar, seu nome fica sujo e você não pode trabalhar. A taxa Fusp-LV foi abonada até novembro. Mas é muito pouco, porque o período de pandemia vai além desse abono”, disse Téo à TV Jornal.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com