Esclarecimento

Presidente da Câmara do Cabo, Neto da farmácia, diz estar tranquilo sobre ter sido alvo de operação da Polícia

A Operação Rateio mirou em parlamentares e servidores públicos do Cabo. Neto da Farmácia informou que irá cooperar com a Justiça para o esclarecimento dos fatos investigados.

O presidente da Câmara Municipal de Cabo de Santo Agostinho, Vicente Mendes Silva Neto (Neto da farmácia), divulgou uma nota sobre ter sido um dos dos alvos da operação da Polícia Civil de Pernambuco deflagrada na manhã de hoje. Na ação policial, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos gabinetes e nas residências de Neto da Farmácia e do vereador Flávio do Fórum. Eles são de cometer os crimes de peculato, falsidade documental, organização criminosa e frustração de direito trabalhista.

A assessoria do parlamentar informou que Neto da Farmácia “recebeu com tranquilidade a notícia da operação da Polícia Civil de Pernambuco, iniciada hoje pela manhã, que apura possível irregularidade relacionada ao gabinete de outro vereador da Casa Legislativa”.

“O Presidente da Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho, Neto da Farmácia, recebeu com tranquilidade a notícia da operação da Polícia Civil de Pernambuco, iniciada hoje pela manhã, que apura possível irregularidade relacionada ao gabinete de outro vereador da Casa Legislativa. A operação se estendeu ao seu gabinete provavelmente em razão dele ser o atual Presidente da Câmara Municipal, nada mais.⁣ O vereador Neto da Farmácia está reunido com sua assessoria jurídica para tomar conhecimento dos detalhes da ação e adotar as medidas cabíveis. Informa, ainda, que irá cooperar com a Justiça no que for preciso para o esclarecimento dos fatos investigados”.

A Operação nomeada de ‘Rateio’ é vinculada à Diretoria Integrada Especializada – DIRESP, sob a presidência da Delegada Isabela Porpino, adjunta da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção – 1ª DECCOR, do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado – DRACCO. As investigações tiveram início em 2019.

O vereador Flávio do Fórum, declarou hoje pela manhã, antes de entrar na delegacia, que a situação era perseguição.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal