Recife

Ação de órgãos de fiscalização do Recife verifica restaurantes, lanchonetes, cafeterias e academias de ginástica em 1° dia de retorno das atividades destes locais

Dircon, Procon Recife, Vigilância Sanitária e Brigada Ambiental visitaram diversos espaços para confirmar o cumprimento das normas do Plano de Convivência com a Covid-19.

A Prefeitura do Recife realizou, nesta segunda-feira (20), uma ação de orientação e fiscalização para o primeiro dia de reabertura dos serviços de alimentação e fitness na capital pernambucana. A Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon), a Vigilância Sanitária (Visa), a Brigada Ambiental e o Procon Recife realizaram uma ação conjunta em restaurantes, lanchonetes, cafeterias e academias de ginástica para checar se as normas estabelecidas no protocolo do Governo de Pernambuco estavam sendo cumpridas. A população pode denunciar as irregularidades. No total, uma equipe de 30 pessoas acompanhou a ação.

As equipes da Prefeitura do Recife visitaram 28 estabelecimentos de fornecimento de alimentação nas Zona Norte e Sul do Recife e uma academia. O objetivo foi fazer cumprir as orientações do Decreto Estadual e do Protocolo de Convivência com a Covid-19.

Fiscalização em locais do Recife. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Todos os estabelecimentos visitados estavam cumprindo as determinações do distanciamento entre os clientes e o fornecimento de álcool 70% para o público logo na entrada e também em diversas áreas do lugar. Alguns empresários contrataram serviço de sanitização para as áreas abertas e calçadas do estabelecimento. Apenas um self-service foi encontrado ainda sem o padrão das coberturas de proteção para a mesa de exposição de comidas, mas não iria abrir para o público, por enquanto.

“É importante que as normas sejam cumpridas e respeitadas para que possamos avançar no Plano de Convivência com a Covid-19.  O distanciamento entre as mesas é muito importante, bem como o uso de máscara por todos que entrarem nos estabelecimentos. Os clientes só poderão permanecer nos restaurantes até às 20h, então é importante criar uma sistemática de fechamento de contas até 19h30, no máximo.”, comentou Ana Paula Jardim, Presidente do Procon Recife.

A reabertura de restaurantes, lanchonetes e cafeterias foi anunciada no último dia 9 e deve seguir o protocolo do Governo de Pernambuco, que traz como principais regras o atendimento presencial com até 50% da lotação, o horário de encerramento às 20h, o distanciamento de 1,5 metro entre clientes de mesas diferentes, a não realização de shows e apresentações musicais, além de orientações específicas com relação à higiene e ao uso de máscaras.

Fiscalização em locais do Recife. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Os estabelecimentos também devem respeitar o limite sonoro de 35 decibéis para música ambiente. Nesta fase, não será permitido apresentações musicais ao vivo. “Vamos estar atentos ao cumprimento dessas normas, com fiscalização diária, sempre com o objetivo de manter a diminuição dos casos de contágio no Recife”, comentou a gerente da Semoc, Cândida Bomfim.

Foram dadas orientações para que os empresários colocassem, em local de grande visibilidade, cartazes contendo as normas que devem ser cumpridas pelos clientes e esclarecimentos para que os funcionários exijam o uso de máscaras de todos que entrarem nos estabelecimentos.

“É importante observar a Norma Técnica n° 47 emitida pela Anvisa a respeito dos sanitizantes que podem e devem ser usados para a desinfecção de superfícies e objetos. É preciso ter cuidado na diluição da água sanitária, por exemplo, para que o produto não perca o efeito e crie apenas uma falsa ilusão de o local estar desinfectado”, explicou Daniele Feitosa, gerente de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Recife.

Fiscalização em locais do Recife. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Som ambiente também será fiscalizado

As fiscalizações sonoras para conferir se o limite de 35 decibéis para som ambiente está sendo respeitado serão realizadas durante a semana com atuação de 18 agentes da Brigada Ambiental, sendo intensificado nos finais de semana com apoio da Polícia Militar, nos dois turnos (24h).  Durante a operação, serão realizadas vistorias preventivas para verificação de documentações e medidas de controle dos decibéis permitidos, aferição dos decibéis, autuações e apreensão do equipamento sonoro caso necessário. Para quem excede os limites, a multa varia de R$ 500 a R$ 50 mil. Já quem usa equipamento sonoro sem alvará pode ser punido com multas de R$ 200 a R$ 40 mil.

O cidadão pode denunciar bares e restaurantes que estejam descumprindo as medidas de respeito ao volume sonoro através da Central de Fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade por meio do 0800.720.4444, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Durante os fins de semana, será feita uma blitz em diversos estabelecimentos, com base nas denúncias recebidas ao longo da semana. As equipes continuarão, durante toda semana, realizando ações de fiscalização e a população pode denunciar através dos contatos a seguir:

– Procon Recife: pelo e-mail [email protected]

– Vigilância Sanitária: 3355.1878

– Dircon: pelos e-mails [email protected][email protected] ou [email protected], de acordo com a localização do estabelecimento.

– Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade – 0800.720.4444, de segunda a sexta, das 8h às 17h

Da redação do Portal com informações da Comunicação da PCR

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com