Morte

Jornalista que sugeriu ‘sexo entre ministra Damares e Jesus Cristo’ morre de infarto

Damares processava o jornalista por uma matéria ofensiva publicada em novembro de 2019.

Jornalista que sugeriu ‘sexo entre ministra Damares e Jesus Cristo’ morre de infarto

O jornalista Nirlando Beirão e a ministra Damares/ Foto: Reprodução/ Caroline Antunes/ PR

Publicado em 14 de julho de 2020 - 09:43

Por

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, foi surpreendida ao saber da morte do jornalista Nirlando Beirão, redator-chefe da revista Carta Capital. Beirão tinha 71 anos e morreu no dia 30 de abril, ao sofrer um infarto.

A ação na Justiça ocorreu por causa da reportagem intitulada “Mulheres que envergonham as mulheres”. O jornalista chegou a atacar a ministra ao falar da experiência que ela teve com Jesus após ser abusada durante a infância.

“Estou estarrecida que a Carta Capital tenha sugerido a pedofilia como cura da alma para uma menina de oito anos barbaramente estuprada! É um absurdo!!! Precisamos denunciar os diversos crimes injetados e praticados nesta publicação”, postou Damares, na ocasião, em suas redes sociais.

O trecho ao qual a ministra se referia fazia diversas ofensas contra ela, e chegou ao ponto de insinuar que Damares “perdeu a oportunidade” de fazer sexo com Jesus.

“Ela não ofende a mim como mulher adulta apenas, ela ofende a mim e a milhares que passam pelo martírio do abuso. Já eu, continuo meu trabalho de ampliação da rede e programas de proteção a mulher e combate a pedofilia. Brasil! Me ajude a denunciar este asqueroso crime!”, completou.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com