Economia

Empresas saem da Argentina e transferem fábricas para o Brasil

Somente em uma semana, ao menos três grandes empresas já cruzaram a fronteira para se instalar no Brasil

Empresas saem da Argentina e transferem fábricas para o Brasil

Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro e presidente da Argentina, Alberto Fernández. Foto: Montagem/Portal de Prefeitura

Publicado em 14 de julho de 2020 - 13:19

Por

Empresas do setor automotivo estão anunciando o fechamento de suas subsidiárias na Argentina, e posterior, migração para o Brasil. Ao menos três empresas do setor seguiram este caminho na última semana. As primeiras foram a Basf e a Axalta, companhias que produziam tintas e resinas para automóveis, que migraram na última semana. Ontem (13), a Saint-Gobain Sekurit, de origem francesa, fechou um acordo de demissão para seus 150 funcionários. Especializada na produção de vidros para para-brisa, será incorporada pela subsidiária brasileira.

Em novembro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo havia mapeado empresas que estavam dispostas a trocar a Argentina pelo Brasil. Em publicação no Twitter, ele afirmou que as multinacionais Honda, MWM e L’Óreal decidiram cruzar a fronteira, citando uma “nova confiabilidade do investidor” no país que ajudará a criar novos empregos.

A Saint-Gobain Sekurit afirmou em nota: “A empresa permanece atuando no país, atendendo ao mercado de reposição. Além disso, parte dos volumes produzidos para o mercado OEM da Argentina foram transferidos para o Brasil, temporariamente. A Sekurit garante a continuidade das operações na Argentina, mantendo as atividades da unidade localizada em Tortuguitas, bem como seu compromisso com o mercado local”, afirmou.

*Com informações da Veja

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com