Irregularidades

TCE aponta suposto sobrepreço em hospital de campanha de Serra Talhada

O hospital foi construído sem licitação.

Foi enviado pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), ao Governo do Estado, um alerta de responsabilização por supostos “indícios de sobrepreço” e “indício de prejuízo ao erário” na contratação do Hospital de Campanha Governador Eduardo Campos, em Serra Talhada, no Sertão. O hospital foi construído sem licitação.

Após auditores terem apontado supostos indícios de sobrepreço, Carlos Porto, relator das contas da saúde do Estado, acatou a manifestação dos auditores do TCE e enviou o “alerta” ao secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

O valor do contrato feito de forma emergencial e sem licitação foi de R$ 1.327.311,85 (um milhão, trezentos e vinte e sete mil, trezentos e onze reais e oitenta e cinco centavos). As supostas irregularidades foram apontadas em despacho técnico, pelos auditores no TCE, na “obra de construção do Hospital de Campanha Governador Eduardo Campos, em Serra Talhada/PE (relativo à Dispensa de Licitação 103/2020, Contrato 54/2020 da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco)”.

*Com informações do Blog de Jamildo

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal