Irregularidades

MPPE abre inquérito para investigar supostos funcionários fantasmas na Prefeitura de Carpina

De acordo com o órgão, esses possíveis servidores teriam cometido atos de improbidade administrativa e crime de peculato.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito civil com o objetivo de investigar possíveis atos de improbidade administrativa, além de crimes de peculato e falsidade por meio de supostos funcionários fantasmas na Prefeitura de Carpina, Zona da Mata de Pernambuco. As informações são do Voz de Pernambuco.

A abertura do inquérito foi publicada no Diário Oficial da última quarta-feira (8). Guilherme Graciliano é o promotor que determinou que servidoras da prefeitura fossem notificadas. São elas: Yasmyn Fernanda Honorato Batista, Josenilda de Olveira Barbosa e Talita Gabriela Costa de Oliveira. Elas terão que ser ouvidas na sede da promotoria.

O MPPE alega que existe uma notícia de fato em tramitação, a qual aponta irregularidades e a existência de possíveis funcionários fantasmas na gestão.

CONSIDERANDO a tramitação da Notícia de Fato registrada nesta unidade ministerial a partir do recebimento da representação em comento, apontando as irregularidades nela descritas, apontando suposta existência de servidores fantasmas no âmbito da Prefeitura de Carpina, atos que, em tese, violam a probidade administrativa;

RESOLVE instaurar o presente Inquérito Civil com o fim de investigar o presente: OBJETO: Possíveis atos de improbidade administrativa e crimes de peculato e falsidade através da prática de servidores fantasmas na Prefeitura de Carpina, diz trechos do inquérito.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com