Proibido

TCU proíbe Governo Bolsonaro de fazer publicidade em sites que promovem atividades ilegais

Além de proibir os novos gastos, o ministro Vital do Rêgo determinou que o Ministério das Comunicações explique em 15 dias sobre as despesas, diz a Folha.

O Tribunal de Contas da União (TCU) proibiu que o governo Jair Bolsonaro anuncie em sites e canais que promovem atividades ilegais ou cujo conteúdo não tenha relação com o público-alvo de suas campanhas.

O governo Bolsonaro veiculou publicidade sobre a reforma da Previdência em sites de jogo do bicho e até em canais do YouTube destinados ao público infanto-juvenil, além de irrigar páginas bolsonaristas.

A reportagem da Folha de quinta-feira (9), mostrou que o governo de Jair Bolsonaro veiculou publicidade sobre a reforma da Previdência em sites de fake news, de jogo do bicho e em canais bolsonaristas do Youtube.

As informações constam de planilhas enviadas pela Secom por determinação da CGU a partir de um pedido por meio do Serviço de Informação ao Cidadão.

A campanha foi veiculada ainda em sites e canais bolsonaristas, como o Bolsonaro TV e o Terça Livre TV. Além de aplicativos para celular como “Brazilian Trump”, “Top Bolsonaro Wallpapers” e “Presidente Jair Bolsonaro” também veicularam a campanha da reforma.

As planilhas da Secom devem ser encaminhadas à CPMI das Fake News nos próximos dias. O total gasto pela Secom com anúncios não é especificado nos documentos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com