Consequência

Deputado xinga Alexandre de Moraes e perde cargo de vice-líder do governo

O parlamentar disse que o ministro do STF “é um tirano. É alguém que passa por cima das leis para o seu bel prazer”.

Deputado xinga Alexandre de Moraes e perde cargo de vice-líder do governo

Otoni de Paula e Bolsonaro. Foto: Reprodução

Publicado em 9 de julho de 2020 - 12:57

Por

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) entregou, na noite desta quarta-feira (8), o cargo que ocupava de vice-líder do governo na Câmara dos Deputados. O motivo da saída teria sido um vídeo publicado no YouTube, nesta segunda-feira (6), em que Otoni xingou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, várias vezes.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, Otoni explicou que não tem a intenção de prejudicar o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido). “Entreguei meu cargo, porque não quero que minha fala seja reproduzida como sendo do Planalto. Foi minha opinião pessoal e é exclusivamente de minha responsabilidade.”

O parlamentar disse que foi “movido pela indignação dos justos. Eu fiz o vídeo porque o ministro Alexandre de Moraes manteve um jornalista preso por cinco dias, depois renovou a prisão por mais cinco. Questionado, ele disse que manteve a prisão para proteger as investigações. Depois desse ato ditatorial, ele resolveu impedir o Oswaldo de usar as suas redes sociais. Ele está impedindo um brasileiro de colocar o pão na sua mesa, até porque o trabalho do Oswaldo também é esse”, disse.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com