Manifestação

PT, PCdoB, PSOL e PSTU participam de movimento ‘Fora Bolsonaro’ na próxima sexta-feira

Quatrocentas organizações da sociedade civil, as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além de legendas da oposição – PCO, PSOL, PT, PCdoB, PCB, UD e PSTU – fazem manifestações em todo o país.

PT, PCdoB, PSOL e PSTU participam de movimento ‘Fora Bolsonaro’ na próxima sexta-feira

Partidos de esquerda promovem o movimento "Fora Bolsonaro/ Foto: Divulgação

Publicado em 8 de julho de 2020 - 16:55

Por

O PT vai mobilizar seus militantes e dirigentes da legenda para convocar a sociedade ao protesto que será realizado na próxima sexta-feira, dia 10 de julho, pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. A campanha ‘ Fora Bolsonaro’ é considerada prioridade pelo partido.

Os movimentos sociais, a oposição e organizações da sociedade civil já estão com o site campanhaforabolsonaro.org.br, coletando inclusive assinaturas em apoio ao impeachment do presidente da República.

Presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann e o secretário-geral Paulo Teixeira defendem que os milhões de militantes sociais, insatisfeitos com a condução do governo diante da crise sanitária, que já levou à morte mais de 66 mil brasileiros, retomem os protestos contra a permanência do líder da extrema-direita à frente do Palácio do Planalto.

“Enquanto o Brasil ponteia a liderança mundial no número mortos pelo Covid-19, Bolsonaro lidera um governo incapaz de conviver com a democracia e de atender às reais necessidades do povo brasileiro”, diz a nota distribuída pelos dirigentes do PT aos diretórios municipais e estaduais da sigla.

“A soberania nacional foi traída, o patrimônio do país vem sendo entregue, direitos históricos suprimidos, programas sociais interrompidos, enquanto são incentivados o preconceito e a violência. É um governo contra o Brasil e contra o povo, confirmando as piores expectativas”.

Para o PT entende que é chegada a hora de engrossar o movimento de insatisfação na sociedade  que tem se expressado com a palavra de ordem ‘Fora Bolsonaro!’

“Torna-se urgente reunirmos as organizações políticas e entidade sociais que estão comprometidas com a democracia para estabelecermos iniciativas conjuntas na defesa do nosso país e dos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras”, defendem os dois dirigentes da legenda, na nota com a orientação do partido sobre a campanha Fora Bolsonaro.

A campanha tem duas agendas programadas: o Dia Nacional de Mobilização Fora Bolsonaro, no dia 10 de julho, e a Plenária Nacional Fora Bolsonaro, a ser realizada no sábado, 11.

O PT quer mobilizar a sociedade civil para aumentar a pressão popular, levando o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a aceitar um dos 40 pedidos de impeachment que já foram apresentados ao Congresso Nacional pelo impeachment de Bolsonaro.

As organizações da sociedade civil e os movimentos sociais, além dos partidos de oposição, alertam que Bolsonaro precisa ser afastado da Presidência por ter cometido crime de responsabilidade e atentado contra a saúde e a dignidade humana.

Da redação do Portal com informações do PT

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com