Deflagrada

PF desarticula quadrilha de médicos, advogados e perito judicial por fraude de R$ 13 milhões na previdência

A Polícia investiga esquema de fraudes na concessão de benefícios por incapacidade, promovido por médicos, advogados e intermediários.

PF desarticula quadrilha de médicos, advogados e perito judicial por fraude de R$ 13 milhões na previdência

Polícia Federal/ Foto: Divulgação

Publicado em 8 de julho de 2020 - 17:51

Por

A Polícia Federal, por meio da Força-Tarefa Previdenciária formada pelo o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista em São Paulo, pela Procuradoria Federal e pelo INSS, deflagrou a Operação Revide na terça-feira (7), com o objetivo de investigar fraudes em benefícios por incapacidade (auxílios por incapacidade temporária e aposentadorias por incapacidade permanente), praticadas por meio de uma organização criminosa (ORCRIM) composta por médicos, advogados e intermediários, em São Paulo.

Foram expedidos 23 (vinte e três) mandados de busca e apreensão para cumprimento no estado de São Paulo, na cidade de São Paulo, Guarulhos e Caieiras e no estado de Minas Gerais, na cidade de Poços de Caldas, além de medidas restritivas de direitos para impedir que os criminosos continuem a delinquir.

As investigações desvendaram que as fraudes acontecem em sede judicial. O perito do juízo foi cooptado pela ORCRIM, pois, em razão do recebimento de propinas, declarava pessoas saudáveis como incapazes para o trabalho.  Em uma amostragem inicial, verificou-se que as fraudes provocaram desvios de mais de R$ 13 milhões, porém, em razão do desmantelamento da ORCRIM, estima-se que será evitado um prejuízo de mais de R$ 27 milhões.

Referidos valores dizem respeito a um recorte investigativo, pois, ao que tudo indica, as somas podem ser muito maiores.

Da redação do Portal com informações da Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com