Pedido

FHC pede a Bolsonaro para ficar quieto ou pensar nas consequências do que diz

A "recomendação" feita pelo ex-presidente, foi dita em artigo assinado neste domingo (5) no jornal "O Estado de S. Paulo".

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB), escreveu que o atual presidente, Jair Bolsonaro cria confusão política.

O tucano disse no artigo cujo título é “Tempos confusos” que, se pudesse, diria a Bolsonaro: “presidente, não fale; ou melhor, pense nas consequências de suas falas, independentemente de suas intenções”.

“O líder maior é sempre o presidente, pelo menos enquanto continuar lá. Por isso é tão importante: se não souber falar, se tiver dúvidas, que o presidente se cale. Como nesta última semana. Melhor, contudo, é que se emende e fale coisas sensatas, que cheguem ao coração e façam sentido na cabeça das pessoas razoáveis”, escreveu o ex-presidente.

O título do artigo é explicado nos primeiros momentos do artigo e informou que escreveu o artigo na sexta-feira (3).

“Tempos confusos os que temos vivido. A tal ponto que estranhamos o que aconteceu no meio da semana: chamou a atenção o fato de o governo não haver arranjado nenhuma confusão nova”.

“Isso depois de, sem se dar ao luxo de explicar melhor ao país as razões, o presidente haver dispensado vários ministros nas pastas da Educação e da Saúde“.

De acordo com FHC, “é assim que vai andando o atual governo, meio de lado. Sem que os ‘inimigos’ façam qualquer coisa de muito espetacular contra ele, é ele próprio que se embaraça com sua sombra”.

Fernando Henrique complementou que “de repente, quando não há nenhum embaraço novo, nenhuma ‘crise’, o presidente não se contém: fala e cria uma confusão”.

Comentários estão fechados.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com