Discordou

Deputado João Campos discorda de prorrogação dos R$ 600 por apenas 2 meses

O parlamentar é autor do Projeto de Lei 3503/2020, que estende o auxílio em seu valor integral até o mês de dezembro.

Deputado João Campos discorda de prorrogação dos R$ 600 por apenas 2 meses

Deputado João Campos/ Foto: Reprodução/ TV Câmara

Publicado em 2 de julho de 2020 - 11:41

Por

Após quase quatro meses trabalhando remotamente, o deputado federal João Campos (PSB/PE) retornou na quarta-feira (1º) de Brasília e participou de uma sessão presencial na Câmara do Deputados. O deputado defendeu a criação da Frente Parlamentar Mista da Renda Básica e a prorrogação do Auxílio Emergencial até dezembro e em seu valor integral de R$ 600.

“A renda básica permanente é algo que pode libertar brasileiras e brasileiros para que eles possam tomar decisões em suas vidas, tendo certeza que terão, pelo menos, o mínimo para sobreviver”, disse o parlamentar.

O deputado é autor do Projeto de Lei (PL 3503/2020) que propõe a extensão do Auxílio Emergencial, no valor de R$ 600 e que conta com a coautoria de 45 deputados de nove partidos diferentes, além do apoio de mais de 160 entidades da sociedade civil.

O foco é debater a extensão de uma renda básica que seja permanente e apresentar uma proposta concreta deste projeto à sociedade. Nesse sentido, João defende que a criação da Frente da Renda Básica é uma questão de ordem prioritária e segue colhendo apoios.

“Quando a pandemia do coronavírus cessar, o Brasil vai enfrentar uma das maiores crises já vistas. A economia estará fragilizada, o nível de desemprego será altíssimo e muitas pessoas estarão entrando na pobreza e extrema pobreza. O Estado precisa realizar uma injeção suficiente de recursos e investimentos para reverter este cenário. E, diante de um governo omisso, o Congresso terá que assumir a responsabilidade de tomar decisões que garantam os direitos básicos do povo”, conclui Campos.

João Campos debate sobre Renda Básica

Além do debate sobre a Renda Básica, João Campos também pretende retomar outros temas importantes que, apesar da pandemia, também merecem atenção.

“Precisamos reivindicar a retomada das comissões da Câmara, que estão paradas desde março. Por exemplo, a CPI do Óleo. Com o reaparecimento das manchas em alguns pontos do Nordeste, a comissão precisa ser reaberta. Não podemos esperar mais esse prejuízo em nosso país”, afirma.

João pretende repercutir a falta de ações e planejamento do Executivo e do ministério diante da pandemia.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com