Rachadinha

Ministério Público denuncia ex-líder do governo Witzel por rachadinha na Alerj

O deputado estadual pode responder pelo crime de peculato.

O Ministério Público do Rio de Janairo denunciou o ex-líder do governo Witzel na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Márcio Pacheco (PSC) por suspeita da prática do esquema de rachadinha em seu gabinete. O deputado estadual pode responder pelo crime de peculato, quando há apropriação de recursos públicos.

Pacheco apareceu na lista do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que deu início às investigações em 2018, nessa mesma lista aparece o nome do filho do prsidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (Republicanos). De acordo com a investigação, parlamentares se apoderaram de dinheiro público ao obrigar servidores a transferirem parte de seus vencimentos.

A Coaf apontou transações de funcionários de 22 deputados, dentre eles o presidente da Alerj, André Ceciliano. Investigado no processo, o senador Flavio Bolsonaro obteve foro especial e o caso passou para a 2ª instância.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal