Positivo

Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, testa positivo para a covid-19

Moisés fez o exame na tarde de terça-feira (30) e o resultado saiu ainda durante a noite.

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), testou positivo para o novo coronavírus. Segundo informações do governo catarinense divulgadas nesta quarta-feira (1°), o chefe do Poder Executivo entrou em isolamento total e aguarda a contraprova.

Carlos é o oitavo governador a ser diagnosticado com Covid-19. Um dos oito governador diagnosticados foi o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

O exame foi realizado depois que ele apresentou sintomas como tosse, dor de garganta, dor de cabeça, e febre baixa. Em vídeo divulgado pelas redes sociais, o governador catarinense disse que está bem e acompanha os trabalhos realizados pelo governo em razão do ciclone bomba registrado na terça.

“Fiz um primeiro exame, que deu indicação positiva. Farei mais um para ter mais clareza a respeito do diagnóstico. Por determinação médica, e obedecendo o que determinam os protocolos de saúde, permanecerei em quarentena até um resultado definitivo”, disse o governador.

“Se dependesse da minha vontade, estaria nas ruas para acompanhar as ações das equipes do governo depois dos estragos causados pelo ciclone. Sei que foi uma noite difícil para todos. Mas devo ficar sem contato com outras pessoas. Apresentei sintomas da Covid-19 ontem no fim do dia. Fiz um primeiro exame, que deu indicação positiva. Farei mais um para ter mais clareza a respeito do diagnóstico. Por determinação médica, e obedecendo o que determinam os protocolos de saúde, permanecerei em quarentena até um resultado definitivo”, afirmou.

De acordo com o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, na tarde de terça-feira (30), o estado registrava 26.354 casos e 341 óbitos confirmados da doença. Deste total, segundo o governo, 20.505 pessoas se recuperaram e outras 5.508 continuam com a doença e estão em acompanhamento.

Polêmica com o governador

Em junho, Moisés foi visto sem máscara em um evento com aglomeração realizado em um hotel de Gaspar, no Vale do Itajaí. O procurador-geral de Justiça do estado, Fernando Comin, encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação para analisar o caso.

A Polícia Civil abriu um inquérito e o Ministério Público, um procedimento para investigar o ocorrido.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal