Esclarecimentos

TCU investiga Moro sobre contratos de trabalho em quarentena remunerada

Órgão questiona junto ao Ministério Público de Contas, o pagemento de R$ 30 mil a Sergio Moro para que ele não trabalhasse por um período de 6 meses. Contudo, Moro vem exercendo o papel de colunista em dois veículos de comunicação.

O ministro do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas, vai intimar o ex- ministro Sergio Moro para que ele se explique sobre os trabalhos remunerados que ele está fazendo mesmo recebendo o salário como ministro, o qual equivale a R$ 30 mil. Assim que deixou o cargo, Moro passou a escrever colunas para a revista Crusoé e no Jornal O Globo.

Esse período de quarentena, que dura 6 meses, foi concedido a ele por ter sido um ministro de Estado. Ele foi, por mais de um ano, chefe do Ministério da Justiça do governo de Jair Bolsonaro.

Nesta semana, o subprocurador-Geral do Ministério Público de Contas, Lucas Rocha Furtado, fez um pedido ao Tribunal de Contas da União (TCU) para que Moro deixe de receber o salário do governo, já que ele quebrou a quarentena. Segundo Lucas Rocha, a situação de Moro é “privilegiada”, visto que ele vem “acumulando funções em diversos veículos de comunicação”, disse o subprocurador à CNN Brasil.

O TCU agora questiona Moto sobre o recebimento de recursos público para que ele deixe de trabalhar por um tempo, mas que na verdade, continua trabalhando .

Sergio Moro, por sua vez, defende-se alegando que o trabalho dele como colunista mesmo na quarentena foi autorizado pela Comissão de Ética da Presidência. No entanto, o MP de Contas também pede uma satisfação à Comissão.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal