Negado

Carmém Lúcia rejeita habeas corpus para Sara Winter, que continuará presa

Sara foi detida na segunda-feira (15) por determinação do ministro Alexandre de Moraes, por suspeita de participar de esquema de financiamento de manifestações antidemocráticas.

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármem Lúcia negou, nesta quinta-feira (18), o pedido de habeas corpus feito pela defesa da militante pró-Bolsonaro, Sara Winter, para retira-la da prisão. Sara foi detida na última segunda-feira (18), por determinação do ministro Alexandre de Moraes, diante das investigações sobre esquema de financiamento em atos contra o STF.

Com a decisão de Cármem Lúcia, Sara Winter permanece presa na penitenciária feminina do Distrito Federal. Nesta semana, Sara alegou estar sofrendo ameaças de morte dentro da cadeia. A queixa das ameaças foi repassadas aos advogados. Além de Sara, outras cinco membros do grupo 300 do Brasil, o qual Sara faz parte, também foram presos.

A prisão de Sara tem validade de cinco dias podendo ser prorrogada por mais cinco, segundo a determinação temporária.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal