Recife

Comissão de Direitos Humanos da Câmara debate acessibilidade, saúde e educação para pessoas com deficiência e doença rara

Participaram da reunião mães de pessoas com deficiência e doenças raras, gestores públicos, representantes de entidades civis e dos Conselhos Municipais.

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara do Recife, presidida pela vereadora Missionária Michele Collins (PP), debateu, nesta segunda-feira (15), sobre as dificuldades do acesso de pessoas com deficiência e/ou doenças raras para serviços de saúde e educação neste período de pandemia.

Para Michele Collins, a situação, principalmente das crianças, em relação a educação precisa ser debatida. “Levantei essa questão durante reunião com o secretário de Educação do Recife e precisamos montar um plano para que essas crianças não sejam prejudicadas nesse período. Muitas mães não sabem pedagogicamente como passar esse assunto para os seus filhos, então o município precisa dar esse suporte. E ainda bem que a gestão está aberta a essas alterações”, pontuou.

Collins falou ainda do resultado da iniciativa. “Pudemos juntar a gestão com a ponta, que são as mães, os conselhos e as entidades civis, que estão a frente a essa temática. Agora, a prefeitura tem subsídio para ajustar as necessidades dessas crianças, principalmente”, comemorou.

Adaptação as plataformas de educação à distância, respeito à prioridade de atendimento nos postos de saúde, e acesso a políticas de segurança alimentar foram alguns dos pontos discutidos na ocasião. Participaram da reunião mães de pessoas com deficiência e/ doenças raras, gestores públicos, representantes de entidades civis e dos Conselhos Municipais de Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal