Investigação

Ação da PF mira governador do Pará em compra de respiradores

Helder é o segundo governador a virar alvo de operação da PF sobre contratos relacionados ao combate ao coronavírus.

A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta quarta-feira (10), ao menos 23 mandados de busca e apreensão no Pará e em outros seis estados como parte da Operação Bellum, que tem como objetivo apurar se houve fraude na compra de respiradores pulmonares por parte do governo paraense.

O governador do Pará, Helder Barbalho, é um dos investigados e recebeu agentes da PF em sua casa logo no início da manhã. Além dele, os mandados foram cumpridos também nas residências dos investigados, empresas e também na sede do governo, e nas secretarias de estado de Saúde, Fazenda e Casa Civil.

O governador paraense é o segundo governador que vira alvo de operação da PF. O primeiro foi Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, em maio.

A Polícia Federal informou que a compra dos respiradores custou ao estado do Pará o valor de R$ 50,4 milhões. Desse total, metade do pagamento foi feito à empresa vendedora do equipamento de forma antecipada, sendo que os respiradores sofreram grande atraso na entrega.

Na operação, é investigado crimes como fraude à licitação, falsidade documental e ideológica, corrupção ativa, prevaricação e lavagem de dinheiro.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal