Apuração

MPPE instaura inquérito contra prefeito de Tamandaré por mãe de Miguel constar como servidora

A Promotoria de Justiça expediu ofício requisitando à chefia de gabinete da Prefeitura que informe, no prazo de três dias úteis, dados funcionais sobre a servidora, como cargo, função, dentre outros.

MPPE instaura inquérito contra prefeito de Tamandaré por mãe de Miguel constar como servidora

Prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB)/ Foto: Reprodução/ Facebook

Publicado em 5 de junho de 2020 - 17:26

Por

A Promotoria de Justiça de Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, instaurou, nesta sexta-feira (5), um inquérito civil para apurar possível prática de improbidade administrativa do prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker.

A ação acontece após, Mirtes Renata Santana de Souza, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, figurar como funcionária da prefeitura.

Mirtes trabalhava como empregada em um apartamento do condomínio de luxo do bairro de São José, área central do Recife, conhecido como Torres Gêmeas, do qual o pequeno Miguel caiu do 9º andar na terça-feira (2).

A ex-patroa de Mirtes, Sari Hacker, esposa do prefeito, deixou o menino sozinho dentro do elevador instantes antes de ele sair quatro andares acima e despencar de uma altura de 35 metros.

O MPPE já constatou, através de busca no portal da transparência municipal, que Mirtes Renata figura na folha de pagamento do município desde fevereiro de 2017.

Resposta

Em nota enviada à imprensa, a Prefeitura de Tamandaré informou que o prefeito do município, Sérgio Hacker Corte Real, se encontra “profundamente abalado” pela morte de Miguel, 5 anos, que caiu do 9º andar do prédio em que Sérgio mora com a esposa Sari Corte Real.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com