Nacionalismo

Maia ironiza projeto para prender quem queimar da bandeira do Brasil

O presidente da Câmara rebateu perguntando se as faixas pedindo o fechamento do Congresso também terão punição na lei.

Maia ironiza projeto para prender quem queimar da bandeira do Brasil

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia/ Foto: Agência Câmara

Publicado em 4 de junho de 2020 - 14:54

Por

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ),  ironizou a proposta apresentada pelo deputado Guilherme Derrite (PP-SP) para tornar crime o ato de queimar bandeiras do Brasil nesta quarta-feira (3). Caso aprovada, a legislação vai prever uma pena de reclusão de dois a quatro anos para quem “ultrajar e desonrar a bandeira nacional”.

No plenário da Câmara, Derrite comentou sobre o projeto: “A nossa legislação prevê apenas uma contravenção penal para quem comete esse ato delituoso. Creio eu que isso seja suprapartidário, tanto os parlamentares da esquerda, da direita e do centro ficaram extremamente envergonhados não somente em Curitiba, mas com o quem vem ocorrendo em algumas manifestações.”

Foto: Reprodução

“Esse PL criminaliza de maneira mais rígida, tornando uma pena de reclusão de 2 a 4 anos, deixa de ser uma contravenção penal e passa a ser crime ultrajar e desonrar nossa bandeira nacional.”

Após ouvir o relato do colega de Câmara, Maia ironizou perguntando se “as faixas pedindo o fechamento do Congresso? Também terão punição na lei?”.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com