Cloroquina

Humberto pede que TCU investigue mudança no protocolo da cloroquina feito por Bolsonaro

Essa mudança criminosa foi feita para atender aos caprichos do presidente da República. Em diversos países do  mundo, como França e Suécia, o uso da cloroquina foi suspenso no  tratamento do coronavírus por provocar muitas mortes

Humberto pede que TCU investigue mudança no protocolo da cloroquina feito por Bolsonaro

Foto: Reprodução/TV Senado

Publicado em 4 de junho de 2020 - 21:33

Por

Ex-ministro da Saúde do governo Lula, o senador Humberto Costa  (PT-PE) liderou um movimento para que o Tribunal de Contas da União  (TCU) investigue a alteração realizada no protocolo para tratamento da  Covid-19. Em 20 de maio passado, o documento passou a recomendar, por  determinação do presidente Jair Bolsonaro e sem qualquer base  científica, o uso de hidroxicloroquina nas fases iniciais da doença. O  TCU, agora, que fundamentação legal motivou a mudança.

Assinada  pelos demais membros da bancada do PT no Senado, a representação à  Corte de Contas alega que a medida somente poderia ter sido tomada após  instrução e assessoramento do Ministério da Saúde pela Comissão Nacional  de Incorporação e Tecnologias (Conitec), o que não foi obedecido pelo  governo.

Em sua primeira decisão sobre o caso,  o ministro Benjamin Zymler acatou os argumentos da bancada petista e  acrescentou que a medida foi tomada sem o devido processo administrativo  e sem manifestação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  sobre o uso da cloroquina no tratamento da Covid-19. Em razão das  irregularidades, Zymler determinou ao governo que apresente toda a  documentação faltante no caso.

“O governo não  vai apresentar porque não a tem. Essa mudança criminosa foi feita para  atender aos caprichos do presidente da República. Em diversos países do  mundo, como França e Suécia, o uso da cloroquina foi suspenso no  tratamento do coronavírus por provocar muitas mortes. O que Bolsonaro  quer aqui é mentir sobre o produto potencialmente letal, oferecer uma  cura que não existe e tentar esconder os mais de 30 mil mortos que já  temos. É um crime em larga escala contra a vida humana”, definiu  Humberto.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com