Posicionamento

Mourão afirma que classificar manifestações antifascistas como democráticas “não é admissível”

Nesta semana, grupos Antifas fizeram manifestações com vandalismo em São Paulo e em Curitiba.

Mourão afirma que classificar manifestações antifascistas como democráticas “não é admissível”

Foto: Divulgação

Publicado em 3 de junho de 2020 - 13:31

Por

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, em artigo publicado no jornal O Estado de São Paulo, nesta quarta-feira (3), fez críticas aos grupos denominados Antifascistas que promoveram distúrbios e vandalização em protestos realizados em São Paulo e em Curitiba nos últimos dias. Mourão destacou que “ações criminosas” estão sendo “apoiadas por lideranças políticas e incensadas pela imprensa”.

Mourão ainda disse que apresentar as “últimas manifestações contrárias ao governo como democráticas constitui um abuso”, pois elas atacaram, literalmente, “pessoas e o patrimônio público e privado, todos protegidos pela democracia”.

O general da reserva acrescentou que “não é admissível que, a título de se contrapor a exageros retóricos impensadamente lançados contra as instituições do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, assistamos a ações criminosas serem apoiadas por lideranças políticas e incensadas pela imprensa.”

Mourão continuou “a prosseguir a insensatez, poderá haver quem pense estar ocorrendo uma extrapolação das declarações do presidente da República ou de seus apoiadores para justificar ataques à institucionalidade do País.”

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com