Parceria

Prefeitura do Recife e MPPE unem aplicativos no combate à pandemia

A integração das plataformas vai permitir que os usuários do Dycovid, com classificação de risco pelo sistema da plataforma recebam orientações ou teleatendimento do Atende em Casa.

Prefeitura do Recife e MPPE unem aplicativos no combate à pandemia

Prefeito do Recife, Geraldo Julio. Foto: Reprodução

Publicado em 27 de maio de 2020 - 13:33

Por

Prefeitura do Recife e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) firmaram parceria e anunciaram nesta quarta-feira (27), a integração dos aplicativos Dycovid, que calcula e alerta as pessoas sobre o risco de contaminação do novo coronavírus, e Atende em Casa – ferramenta da PCR e do Governo do Estado que garante orientações e até teleatendimento para pacientes com suspeita do novo coronavírus. A integração das plataformas vai permitir que os usuários do Dycovid, com classificação de risco pelo sistema da plataforma recebam orientações ou teleatendimento do Atende em Casa. Com a ação, a Prefeitura passa a compor a plataforma “Estamos Conectados”, que reúne um grupo de soluções que foram desenvolvidas para promover estratégias para minimizar os impactos da pandemia.

“Hoje gostaria de falar de uma importante união de esforços entre o Ministério Público de Pernambuco e a Prefeitura do Recife para integrar os aplicativos Dycovid e o Atende em Casa. O Dycovid foi desenvolvido com o desafio covid-19, promovido pelo Ministério Público junto com o Porto Digital e a Secretaria de Saúde do Estado. A integração desses dois apps vai permitir que sejam avaliados o risco de contaminação de todos que fizerem a opção de utilizar essa ferramenta. O aplicativo vai mapear e classificar o grau de risco de contaminação de cada usuário e encaminhar para o teleatendimento Atende em Casa. A soma das ferramentas vai ser muito importante para o processo de retomada que será feito no momento da flexibilização do isolamento.  Eu gostaria de agradecer ao Ministério Público pela iniciativa, é uma atitude que certamente vai ajudar a salvar muitas vidas”, avaliou o prefeito Geraldo Julio. 

O aplicativo Dycovid, do MPPE, mapeia, de forma anônima, o risco de contaminação, levando em consideração a proximidade entre os celulares das pessoas que estão cadastradas na ferramenta e a duração do encontro. Disponível para os celulares com sistema operacional Android e Apple, a ferramenta possibilita que seja identificado o fluxo de contaminação do novo coronavírus, mapeando, de forma automatizada, como o vírus está passando de pessoa para pessoa. O app foi desenvolvido durante o Desafio Covid-19 – iniciativa de inovação aberta do MPPE, do Porto Digital e da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE).

“A tecnologia é a nossa grande aliada no combate à propagação do novo coronavírus. Com a integração das duas soluções poderemos atuar em diversos campos, ajudando o cidadão recifense na identificação do contágio, no atendimento com profissionais de saúde, acompanhando o isolamento social de pessoas possivelmente contaminadas, tudo via mobile. E com o selo verde, o cidadão comprova que cumpriu todas as recomendações médicas”, destacou o procurador-geral de Justiça de Pernambuco (PGJ-PE), Francisco Dirceu Barros. 

O promotor de justiça e secretário de Inovação e Tecnologia do Ministério Público Antônio Rolemberg, reforçou, por videoconferência, que os usuários podem ter total segurança no APP. “Quero salientar a toda a população e tranquilizar que o Dycovid tem uma política de privacidade muito forte que ao instalar o aplicativo, cada celular  gera chaves aleatórias para identificar e que vão mudando para garantir essa privacidade que estamos falando. O único que conhece quais são suas chaves é o próprio celular e fica gravado de forma segura, criptografada. Para usar o APP não precisa fazer cadastro, você só precisa informar o número do celular. Utilizando o número de celular o app gera uma chave que é utilizada para acessar os serviços de público relevantes, como resultado de exames e  acesso também ao serviço de telemedicina”, destacou o promotor. 

Para apontar o grau de risco de contaminação, o sistema do Dycovid apresenta o status individual de cada usuário dividido por nível, tendo como base o contato com pessoas e/ou lugares infectados. O nível zero significa que não existiu contato com nenhuma pessoa infectada desde o momento em que o aplicativo foi instalado. Já o nível um aponta que houve contato com um ou mais infectados a uma proximidade de menos de oito metros por, pelo menos, três minutos. O nível dois indica que existiu proximidade com uma ou mais pessoas contaminadas a menos de cinco metros por, pelo menos, sete minutos. O nível 3 significa que o usuário esteve a menos de três metros de pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus por, no mínimo, dez minutos. O aplicativo é atualizado a cada seis horas, e o status pode mudar.

A partir da integração das ferramentas, o Dycovid vai disponibilizar o acesso ao aplicativo Atende em Casa para as pessoas que estejam nos níveis de risco um, dois e três. Quem apresentar sintomas de gravidade passará por uma avaliação prévia e, se necessário, receberá teleatendimento por vídeochamada com enfermeiro ou médico, além de ser monitorado. Os usuários de risco três ainda terão direito a fazer um teste rápido para covid-19 após 21 dias do primeiro acesso ao aplicativo da Prefeitura e do Governo. 

Outra novidade que a integração do Atende em Casa com o Dycovid vai proporcionar é que o paciente com testagem positiva para covid-19 possa ser telemonitorado por profissionais de saúde por aproximadamente 15 dias após o início dos sintomas. Através disso, será avaliada a sua condição de saúde e a possibilidade de redução do isolamento domiciliar. Caso o usuário não apresente mais sintomas, receberá um selo verde atestando a sua recuperação. 

“A gente só vence essa luta se agirmos com inteligência no uso dos recursos e eficiência na hora de montar nossas soluções e respostas para a crise. Essas duas soluções, o Dycovid e a Atende em casa, são duas das soluções que mostram que podemos cuidar das pessoas com mais tecnologia e mais assertividade nas nossas ações”, disse o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

“Estamos muito entusiasmados e emocionados com essa parceria, que transforma inovações tecnológicas e coloca a serviço  a serviço da vida no enfrentamento a pandemia da covid-19. A partir deste aplicativo, dessa integração com o atende em casa, nós poderemos também aprimorar estratégias de testagem rápida da população com o que tiver sido exposta e classificada com risco maior de exposição ao vírus do novo coronavírus. o Atende em Casa que já chega a quase 40 mil usuários, certamente agora em parceria com Dycovid vai fazer aprimorar ainda mais o entendimento e as medidas tomadas em relação a Covid-19 em nossa cidade”, pontuou o secretário de Saúde do Recife Jaílson Correia. 

ATENDE EM CASA – Desenvolvida pela Prefeitura do Recife e Governo do Estado em parceria com o Google, Pitang, Brainy e Fábrica de Negócios, a ferramenta é indicada para os pacientes que apresentem sintomas gripais, podendo ser causados pelo novo coronavírus ou pelo vírus Influenza, por exemplo. O aplicativo pode ser acessado através do site www.atendeemcasa.pe.gov.br ou pode ser baixado nas lojas de aplicativo para smarthphone. 

Na primeira etapa de uso do Atende em Casa, é feita a triagem da gravidade do caso a partir de um sistema de perguntas e respostas preparado pela equipe da Secretaria de Saúde do Recife. A partir das respostas ao questionário, o aplicativo web poderá recomendar que as pessoas com sintomas leves repousem e se cuidem em casa, por exemplo. Nos casos considerados moderados ou graves, a ferramenta abrirá uma vídeochamada para orientação remota com enfermeiro ou médico.

O aplicativo já conta com quase 40 mil usuários cadastrados no Recife. Dos pacientes atendidos pelo Atende em Casa, mais de 17 mil pessoas com sintomas ou condição de gravidade receberam uma teleorientação com médicos ou enfermeiros. Além disso, mais de 4.500 pacientes que passaram pelo Atente em Casa foram orientados a procurar um serviço de saúde para consulta.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com