Quebra do sigilo

STF decide hoje sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial

O vídeo faz parte do inquérito que apura acusação de Sergio Moro contra Bolsonaro.

STF decide hoje sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial

Reunião ministerial realizada em 22 de abril com Jair Bolsonaro. Foto/Marcos Correia/Divulgação

Publicado em 22 de maio de 2020 - 11:52

Por

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir, até o final da tarde desta sexta-feira (22), sobre a divulgação do vídeo da reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril e que foi citada por Sergio Moro como suposta prova de que o presidente Jair Bolsonaro teria interferido na Polícia Federal para proteger a família de investigações.

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira (21), o STF informou que o prazo para a decisão do sigilo do vídeo é até às 17h de hoje. A gravação trata de diálogos do presidente e o vice-presidente Hamilton Mourão com todos os ministros do governo, incluindo o então ministro Sergio Moro. Os diálogos do encontro foram transcritos pela Advocacia Geral da União e entregues ao STF.

O ministro da Corte, Celso de Mello, tem a prerrogativa de escolher se torna pública a gravação na íntegra, em partes ou a mantenha em sigilo. Bolsonaro pediu ontem na sua tradicional live que o ministro não autorize a publicação do vídeo inteiro, pois poderia representar um “constrangimento”.

“Tudo o que eu falei ali pode ser divulgado, exceto duas pequenas passagens de 15 segundos cada uma, qua a gente fala de política internacional, esse tipo de coisa, no meu entender, de segurança nacional e, obviamente, o que os ministros falaram não tem nada a ver com o inquérito, que não o tornasse público porque é um constrangimento”, disse o presidente.

Sergio Moro, por meio de sua defesa, pede a quebra total do sigilo da gravação. Ele solicitou ao STF, uma cópia do vídeo.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com